http://site.orplana.com.br/pages/caminhos-da-cana-2017/
http://https://www.fmcagricola.com.br/index.aspx

ATR compensa moagem menor e garante maior produção de açúcar e etanol na safra, diz Unica

Voltar

Cana-de-Açúcar

12/01/2018

A melhora na qualidade da cana processada no centro-sul do Brasil compensou o menor volume de moagem e garantiu aumento na produção de açúcar e etanol no ano passado, informou nesta sexta-feira a associação que representa a indústria sucroenergética.

Na segunda quinzena de dezembro, foram processadas 2,56 milhões de toneladas de matéria-prima no centro-sul, queda de 18 por cento na comparação anual. No acumulado da safra 2017/18, iniciada em abril, até dezembro, a moagem totaliza 583,4 milhões de toneladas, recuo de 1,5 por cento, segundo a União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica).

Em contrapartida, houve aumento de 16,3 por cento no nível de Açúcares Totais Recuperáveis (ATR) na segunda metade de dezembro, para 145,74 kg por tonelada de cana moída, e de 2,6 por cento no acumulado da temporada, para 137,32 kg/t.

"Essa melhora na qualidade da matéria-prima compensou a redução de moagem registrada até o final de dezembro, evitando uma queda na quantidade de produtos obtidos a partir do processamento da cana no atual ciclo", afirmou, em relatório, o diretor técnico da Unica, Antonio de Padua Rodrigues.
Com efeito, foram produzidos de abril a dezembro 35,8 milhões de toneladas de açúcar (expansão de 1,7 por cento) e 25,2 bilhões de litros de etanol (alta de 1,2 por cento).

A fabricação de álcool, por sinal, reverteu a tendência de queda apenas no segundo semestre de 2017, após o governo aplicar tributos maiores para a gasolina, concorrente direto do hidratado, cuja produção até agora em 2017/18 soma 14,5 bilhões de litros (alta de 1,3 por cento).
Segundo Rodrigues, "a safra 2017/2018 está praticamente encerrada na região centro-sul, pois apenas quatro unidades produtoras continuam em funcionamento após 1º de janeiro".

Confira matéria completa AQUI.

Fonte: Notícias Agrícolas

ATR compensa moagem menor e garante maior produção de açúcar e etanol na safra, diz Unica

12/01/2018

A melhora na qualidade da cana processada no centro-sul do Brasil compensou o menor volume de moagem e garantiu aumento na produção de açúcar e etanol no ano passado, informou nesta sexta-feira a associação que representa a indústria sucroenergética.

Na segunda quinzena de dezembro, foram processadas 2,56 milhões de toneladas de matéria-prima no centro-sul, queda de 18 por cento na comparação anual. No acumulado da safra 2017/18, iniciada em abril, até dezembro, a moagem totaliza 583,4 milhões de toneladas, recuo de 1,5 por cento, segundo a União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica).

Em contrapartida, houve aumento de 16,3 por cento no nível de Açúcares Totais Recuperáveis (ATR) na segunda metade de dezembro, para 145,74 kg por tonelada de cana moída, e de 2,6 por cento no acumulado da temporada, para 137,32 kg/t.

"Essa melhora na qualidade da matéria-prima compensou a redução de moagem registrada até o final de dezembro, evitando uma queda na quantidade de produtos obtidos a partir do processamento da cana no atual ciclo", afirmou, em relatório, o diretor técnico da Unica, Antonio de Padua Rodrigues.
Com efeito, foram produzidos de abril a dezembro 35,8 milhões de toneladas de açúcar (expansão de 1,7 por cento) e 25,2 bilhões de litros de etanol (alta de 1,2 por cento).

A fabricação de álcool, por sinal, reverteu a tendência de queda apenas no segundo semestre de 2017, após o governo aplicar tributos maiores para a gasolina, concorrente direto do hidratado, cuja produção até agora em 2017/18 soma 14,5 bilhões de litros (alta de 1,3 por cento).
Segundo Rodrigues, "a safra 2017/2018 está praticamente encerrada na região centro-sul, pois apenas quatro unidades produtoras continuam em funcionamento após 1º de janeiro".

Confira matéria completa AQUI.