http://site.orplana.com.br/pages/caminhos-da-cana-2017/
http://www.rossam.com.br/index.html
http://www.ideaonline.com.br/conteudo/17-produtividade-e-reducao-de-custos-2018.html
http://www.fmcagricola.com.br/index.aspx

Produção de grãos da Espanha pode acalmar o déficit

Voltar

Agronegócio

08/10/2018
  Compartilhe:

A produção de grãos da Espanha, que possui um déficit estrutural no setor, deve ser maior na próxima safra do que foi na anterior. De acordo com o Conselho Internacional dos Cereais (IGC), a produção total de grãos de 2018/2019 da Espanha deve fechar em 21,7 milhões de toneladas, acima dos 15,8 milhões registrados em 2017/2018. 

Nesse cenário, a produção de trigo está prevista em 7,2 milhões de toneladas, acima dos 4,9 milhões do ano anterior e a produção de milho deverá aumentar para 4,4 milhões de toneladas, de 3,7 milhões em 20172018. Além disso, o IGC espera que a Espanha produza 300 mil toneladas de centeio, acima das 100 mil toneladas do ano anterior. 

“A Espanha tem um rendimento de grãos altamente variável, o que, combinado com o seu setor pecuário comparativamente grande, resulta em uma significativa escassez estrutural de grãos e rações proteicas. Independentemente do tamanho da safra nacional de grãos, a Espanha precisa importar pelo menos 13 milhões de toneladas de grãos por ano para atender à demanda média total do país de pouco mais de 35 milhões de toneladas de grãos”, disse o relatório. 

O órgão europeu de comércio de grãos COCERAL prevê que a produção de espanhola de canola em 2018 atinja 191 mil toneladas, contra 142 mil no ano anterior. Isso coloca a produção de girassol da Espanha em 840 mil toneladas em 2018, abaixo dos 888 mil em 2017, enquanto a produção de soja é mantida inalterada em 6 mil toneladas. 

“A Espanha saltou para as importações de sorgo dos EUA, quando foi atingida pelas tarifas antidumping chinesas em meados de abril, e voltou para a fórmula de ração à base de milho quando a janela de oportunidade desapareceu. Fontes do comércio estimam que as importações totais de sorgo dos EUA pela Espanha durante esse período podem chegar a 250 mil toneladas”, finaliza o texto.

Fonte: Agrolink

Produção de grãos da Espanha pode acalmar o déficit

08/10/2018

A produção de grãos da Espanha, que possui um déficit estrutural no setor, deve ser maior na próxima safra do que foi na anterior. De acordo com o Conselho Internacional dos Cereais (IGC), a produção total de grãos de 2018/2019 da Espanha deve fechar em 21,7 milhões de toneladas, acima dos 15,8 milhões registrados em 2017/2018. 

Nesse cenário, a produção de trigo está prevista em 7,2 milhões de toneladas, acima dos 4,9 milhões do ano anterior e a produção de milho deverá aumentar para 4,4 milhões de toneladas, de 3,7 milhões em 20172018. Além disso, o IGC espera que a Espanha produza 300 mil toneladas de centeio, acima das 100 mil toneladas do ano anterior. 

“A Espanha tem um rendimento de grãos altamente variável, o que, combinado com o seu setor pecuário comparativamente grande, resulta em uma significativa escassez estrutural de grãos e rações proteicas. Independentemente do tamanho da safra nacional de grãos, a Espanha precisa importar pelo menos 13 milhões de toneladas de grãos por ano para atender à demanda média total do país de pouco mais de 35 milhões de toneladas de grãos”, disse o relatório. 

O órgão europeu de comércio de grãos COCERAL prevê que a produção de espanhola de canola em 2018 atinja 191 mil toneladas, contra 142 mil no ano anterior. Isso coloca a produção de girassol da Espanha em 840 mil toneladas em 2018, abaixo dos 888 mil em 2017, enquanto a produção de soja é mantida inalterada em 6 mil toneladas. 

“A Espanha saltou para as importações de sorgo dos EUA, quando foi atingida pelas tarifas antidumping chinesas em meados de abril, e voltou para a fórmula de ração à base de milho quando a janela de oportunidade desapareceu. Fontes do comércio estimam que as importações totais de sorgo dos EUA pela Espanha durante esse período podem chegar a 250 mil toneladas”, finaliza o texto.