Ações integradas de prevenção e combate a incêndios no canavial

Noticias do Sistema POR: Fernanda Clariano

O período exige atenção redobrada dos produtores para que não ocorram prejuízos ao meio ambiente e às lavouras canavieiras

Nesse período de estiagem e de baixa umidade relativa do ar, a ocorrência de incêndios tem se intensificado e todos sabem que esse é um risco eminente e muito presente no setor sucroenergético e que coloca em risco a segurança das pessoas, causando prejuízos aos produtores e ao meio ambiente. Por isso é preciso ter mecanismos de prevenção e uma estratégia articulada e bem organizada de combate na hipótese do fogo aparecer.

Preocupada com essa questão, a Orplana, em parceria com a Canaoeste, Raízen e outras entidades do setor sucroenergético, realizou no dia 30 de julho a webinar intitulada  “Ações integradas de prevenção e combate a incêndio no canavial”,  que contou com a mediação de Babi Figueredo, do gestor de Geotecnologia e coordenador Ambiental da Canaoeste, Fábio Soldera, e do responsável pelo setor ambiental da Canasol, Guilherme Lui de Paula Bueno. Dentre os destaques do tema vasto e importante no mercado sucroenergético, os profissionais salientaram a prevenção, problemas e controle de danos dos incêndios, tendo os aceiros como ponto de abertura da discussão. 

Para o representante da Canaoeste, é de extrema importância a manutenção dos aceiros existentes entre a cana-de-açúcar e a área de vegetação nativa, pois referidos aceiros além de exercerem sua principal função, que é a de mitigar a propagação de incêndios e fazer com que eles não tomem maiores proporções, também garante pontos de acordo com a Portaria da Coordenadoria de Fiscalização Ambiental – CFA nº 16, de 1º de setembro de 2017, que regulamenta aceiros exclusivamente no Estado de São Paulo.

Soldera ainda explicou que o produtor rural também deve se atentar para a manutenção adequada de máquinas e implementos agrícolas como, por exemplo, não realizar a manutenção de equipamentos quando estes estiverem em funcionamento, pois essa ação pode provocar acidentes graves, incêndios e explosões.

O profissional da Canaoeste alertou sobre a importância do uso de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) recomendados para garantia e segurança no campo.