atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Acordo de cooperação entre Projeto Brazil Sugarcane e AZCUBA será assinado em outubro

15/09/2015 Cana-de-Açúcar POR: Assessoria de Imprensa
A instalação de empresas estrangeiras em Cuba tem sido especialmente estimulada por medidas adotadas desde que o presidente Raúl Castro assumiu o poder, em 2008, e que visam a reformar o modelo econômico cubano, paulatinamente abrindo-o à iniciativa privada.
Atento ao movimento desde 2013, o Projeto Brazil Sugarcane Bioenergy Solution, parceria entre o Arranjo Produtivo Local do Álcool (Apla) e Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) dedica esforços para a consolidação do mercado sucroenergético entre Brasil e Cuba. “Cuba quer revitalizar o setor açucareiro e nos últimos anos observamos que o país passa por transformações que podem trazer grandes oportunidades”, destaca o diretor executivo do Apla, Flavio Castelar.
De acordo com comunicado do diretor internacional da associação cubana, Rafael Rivacoba, Brasil e Cuba estão perto de aproximar os mercados no setor açucareiro com a possibilidade da assinatura de acordo de cooperação em outubro deste ano. “Todos vimos oportunidades para aumentar o comércio entre os setores do açúcar, que beneficiarão os dois países”, destaca Rivacoba.
A aproximação do Brasil com a ilha está cada vez mais estimulada por ambos os países. Em abril deste ano, o Projeto Brazil Sugarcane realizou missão comercial a Cuba com a participação de 12 empresas brasileiras. “Cuba é um país que vem avançando aos poucos em termos de abertura de mercado internacional. Há alguns anos, através do projeto, estamos fazendo aproximações com associações do setor, como o Grupo Açucareiro AZCUBA, e agora teremos a oportunidade de estreitar ainda mais essas possibilidades comerciais”, explicou Flavio Castelar, diretor executivo do Apla.
Recentemente, membros da diretoria da AZCUBA, acompanhados pelo presidente da associação cubana, Orlando C. Garcia, estiveram no espaço de negócios do Projeto Brazil Sugarcane Bioenergy Solution na Fenasucro & Agrocana – realizada em agosto – em Sertãozinho, interior de São Paulo.
O acordo será assinado na Feira e Congresso Internacional do Açúcar e Derivados Diversificação 2015 a ser realizada em Havana em outubro próximo.
A instalação de empresas estrangeiras em Cuba tem sido especialmente estimulada por medidas adotadas desde que o presidente Raúl Castro assumiu o poder, em 2008, e que visam a reformar o modelo econômico cubano, paulatinamente abrindo-o à iniciativa privada.
 
Atento ao movimento desde 2013, o Projeto Brazil Sugarcane Bioenergy Solution, parceria entre o Arranjo Produtivo Local do Álcool (Apla) e Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) dedica esforços para a consolidação do mercado sucroenergético entre Brasil e Cuba. “Cuba quer revitalizar o setor açucareiro e nos últimos anos observamos que o país passa por transformações que podem trazer grandes oportunidades”, destaca o diretor executivo do Apla, Flavio Castelar.

 
De acordo com comunicado do diretor internacional da associação cubana, Rafael Rivacoba, Brasil e Cuba estão perto de aproximar os mercados no setor açucareiro com a possibilidade da assinatura de acordo de cooperação em outubro deste ano. “Todos vimos oportunidades para aumentar o comércio entre os setores do açúcar, que beneficiarão os dois países”, destaca Rivacoba.

 
A aproximação do Brasil com a ilha está cada vez mais estimulada por ambos os países. Em abril deste ano, o Projeto Brazil Sugarcane realizou missão comercial a Cuba com a participação de 12 empresas brasileiras. “Cuba é um país que vem avançando aos poucos em termos de abertura de mercado internacional. Há alguns anos, através do projeto, estamos fazendo aproximações com associações do setor, como o Grupo Açucareiro AZCUBA, e agora teremos a oportunidade de estreitar ainda mais essas possibilidades comerciais”, explicou Flavio Castelar, diretor executivo do Apla.

 
Recentemente, membros da diretoria da AZCUBA, acompanhados pelo presidente da associação cubana, Orlando C. Garcia, estiveram no espaço de negócios do Projeto Brazil Sugarcane Bioenergy Solution na Fenasucro & Agrocana – realizada em agosto – em Sertãozinho, interior de São Paulo.

 
O acordo será assinado na Feira e Congresso Internacional do Açúcar e Derivados Diversificação 2015 a ser realizada em Havana em outubro próximo.