atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Adesão ao CAR alcança a marca de 44% da área agrícola de São Paulo

29/04/2015 Cana-de-Açúcar POR: Revista Canavieiros / Assessorias
O secretário de Agricultura e Abastecimento de São Paulo, Arnaldo Jardim, anunciou nesta quarta-feira (29), na Agrishow 2015, que até o momento, 44% da área agrícola cadastrada do Estado já tinha sido cadastrada no CAR – Cadastro Ambiental Rural, instituído pelo Ministério do Meio Ambiente e cujo prazo vence no próximo dia 6 de maio. “A campanha e o esforço que desenvolvemos nas últimas semanas para conscientizar os agricultores da importância de se cadastrarem têm dado bons resultados”, afirmou Jardim, que fez o anúncio ao lado da secretária do Meio Ambiente de São Paulo, Patrícia Faga Iglecias Lemos. 
Segundo Jardim, há uma expectativa de que o prazo determinado para a adesão ao CAR seja prorrogado, como vários estados têm pleiteado. “Entendemos que este é um importante instrumento de aprimoramento da atividade agrícola e, aos poucos, o agricultor vai perdendo o receio de aderir a ele”, disse. Em termos de propriedade, a taxa de 44% equivale a 112.783 mil propriedades rurais no Estado, totalizando 7.579.564 milhões de hectares. Há uma deliberação para que a concessão de crédito ao produtor esteja condicionada à adesão ao CAR.
Durante a coletiva, Jardirm também assinou um protocolo de intenção para transferência de tecnologia na área sucroenergética paulista para o México. A iniciativa permitirá que o IAC – Instituto Agronômico de Campinas intensifique um trabalho já iniciado de fornecimento de tecnologia brasileira na área de produção de açúcar e etanol para o governo mexicano. A intenção do México é retomar as atividades que o país desenvolvia na produção de cana de açúcar e que foi desarticulada nas últimas décadas.
A cooperação bilateral na área de pesquisa agropecuária entre o Estado de São Paulo e órgãos do Governo dos Estados Unidos. Esse foi a principal ponto abordado no encontro do Secretário da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, com a embaixadora dos Estados Unidos, Liliana Ayalde.
A visita da embaixadora Beatriz Elena Paredes Rangel ao Gabinete da Secretaria, na Agrishow, foi um primeiro passo para um estreitamento de relações entre a Secretaria e o governo norte-americano, que levará a uma soma de esforços na cooperação para o desenvolvimento tecnológico.
O secretário de Agricultura e Abastecimento de São Paulo, Arnaldo Jardim, anunciou nesta quarta-feira (29), na Agrishow 2015, que até o momento, 44% da área agrícola cadastrada do Estado já tinha sido cadastrada no CAR – Cadastro Ambiental Rural, instituído pelo Ministério do Meio Ambiente e cujo prazo vence no próximo dia 6 de maio. “A campanha e o esforço que desenvolvemos nas últimas semanas para conscientizar os agricultores da importância de se cadastrarem têm dado bons resultados”, afirmou Jardim, que fez o anúncio ao lado da secretária do Meio Ambiente de São Paulo, Patrícia Faga Iglecias Lemos. 
Segundo Jardim, há uma expectativa de que o prazo determinado para a adesão ao CAR seja prorrogado, como vários estados têm pleiteado. “Entendemos que este é um importante instrumento de aprimoramento da atividade agrícola e, aos poucos, o agricultor vai perdendo o receio de aderir a ele”, disse. Em termos de propriedade, a taxa de 44% equivale a 112.783 mil propriedades rurais no Estado, totalizando 7.579.564 milhões de hectares. Há uma deliberação para que a concessão de crédito ao produtor esteja condicionada à adesão ao CAR.
Durante a coletiva, Jardirm também assinou um protocolo de intenção para transferência de tecnologia na área sucroenergética paulista para o México. A iniciativa permitirá que o IAC – Instituto Agronômico de Campinas intensifique um trabalho já iniciado de fornecimento de tecnologia brasileira na área de produção de açúcar e etanol para o governo mexicano. A intenção do México é retomar as atividades que o país desenvolvia na produção de cana de açúcar e que foi desarticulada nas últimas décadas.