atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Ajuda do governo para produtores de cana e etanol chega a R$ 550 milhões em 2013

21/05/2013 Cana-de-Açúcar POR: Folha Online
O Ministério da Fazenda anunciou nesta segunda-feira (20) que irá subsidiar, ao longo de 2013, a produção de etanol no Nordeste, com pagamento de R$ 0,20 por litro do combustível. A medida representa um aporte de R$ 425 milhões no ano.
 Na safra de 2011/2012 a produção foi de 2,140 bilhões de litros na região. A estimativa é que, em virtude da seca, essa quantidade caia em mais de 25%.
"A medida só valerá até o fim deste ano, em virtude da seca e do prejuízo que está havendo nos canaviais", disse o secretário executivo adjunto do Ministério da Fazenda, Dyogo Oliveira.
Segundo ele, esse gasto será incluído nas previsões orçamentárias deste ano e técnicos do ministério analisam como essa adaptação do orçamento será feita, respeitando o superávit primário.
Cana
Também foi oficializado o pagamento de R$ 12 por tonelada de cana vendida por produtores do Nordeste --com limite de 10 mil toneladas por produtor.
O custo do subsídio para os cofres públicos será de R$ 125 milhões neste ano. Segundo estimativas da Fazenda, 17 mil produtores devem ser beneficiados.
Somados, benefícios de produtores de cana e etanol chegam a R$ 550 milhões, apenas este ano.
Crédito
Ainda hoje, foi publicada no Diário Oficial da União, a linha de crédito subsidiado que está disponível para produtores de cana que quiserem ampliar ou renovar os plantios em todo país.
Segundo o secretário executivo adjunto do ministério, o sistema será operacionalizado pelo BNDES, que oferecerá R$ 4 bilhões por ano.
A taxa de juros será de 5,5% ao ano e os projetos devem ter duração de 72 meses.
Julia Borba