atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Apesar de previsões de déficit mundial de açúcar, preços caem em NY e Londres

17/07/2015 Noticias do Sistema POR: Agência UDOP de Notícias
O preço do açúcar teve um novo dia de desvalorização na bolsa de Nova York, a segunda baixa consecutiva na semana. Ontem (16), a commodity caiu 19 pontos no comparativo com a véspera no vencimento outubro/15, com negócios firmados em 12,27 centavos de dólar por libra-peso. 
Nos outros lotes, os preços também tiveram recuo. Na tela março/16, houve uma retração de 13 pontos. De maio a outubro/16, a baixa oscilou de 4 a 10 pontos. Segundo a análise do jornal Valor Econômico, a oscilação do dólar ante uma cesta de divisas durante toda a quinta-feira fez os investidores de açúcar ignorarem algumas previsões sobre a safra mundial, por isso, os preços caíram.
Esse receio nos mercados financeiros encobriu os dados da Czarnikow, importante trading inglesa, que divulgou hoje projeção de déficit no mercado global de açúcar de 1,7 milhão de toneladas.
Em Londres, o açúcar seguiu desvalorizado nesta quinta-feira. No vencimento agosto/15, a commodity fechou cotada a US$ 369,20 a tonelada, baixa de 3,50 dólares. Nos outros lotes também houve retração.
Mercado doméstico
No mercado interno, o preço do açúcar caiu 0,12% no comparativo com a véspera. Os negócios foram firmados em R$ 48,42 a saca de 50 quilos do tipo cristal, segundo os índices do Cepea/Esalq. 
Etanol diário
Os preços do etanol hidratado medidos pela Esalq/BVMF se mantiveram desvalorizados, com negócios firmados em R$ 1.145,50 o metro cúbico. Uma baixa de 0,22% quando comparada ao dia anterior.
Patrícia Mendonça
O preço do açúcar teve um novo dia de desvalorização na bolsa de Nova York, a segunda baixa consecutiva na semana. Ontem (16), a commodity caiu 19 pontos no comparativo com a véspera no vencimento outubro/15, com negócios firmados em 12,27 centavos de dólar por libra-peso. 
Nos outros lotes, os preços também tiveram recuo. Na tela março/16, houve uma retração de 13 pontos. De maio a outubro/16, a baixa oscilou de 4 a 10 pontos. Segundo a análise do jornal Valor Econômico, a oscilação do dólar ante uma cesta de divisas durante toda a quinta-feira fez os investidores de açúcar ignorarem algumas previsões sobre a safra mundial, por isso, os preços caíram.
Esse receio nos mercados financeiros encobriu os dados da Czarnikow, importante trading inglesa, que divulgou hoje projeção de déficit no mercado global de açúcar de 1,7 milhão de toneladas.
Em Londres, o açúcar seguiu desvalorizado nesta quinta-feira. No vencimento agosto/15, a commodity fechou cotada a US$ 369,20 a tonelada, baixa de 3,50 dólares. Nos outros lotes também houve retração.
Mercado doméstico
No mercado interno, o preço do açúcar caiu 0,12% no comparativo com a véspera. Os negócios foram firmados em R$ 48,42 a saca de 50 quilos do tipo cristal, segundo os índices do Cepea/Esalq. 
Etanol diário
Os preços do etanol hidratado medidos pela Esalq/BVMF se mantiveram desvalorizados, com negócios firmados em R$ 1.145,50 o metro cúbico. Uma baixa de 0,22% quando comparada ao dia anterior.
Patrícia Mendonça