atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Arnaldo Jardim se reúne com representantes do México para estimular troca de experiência para o cultivo de cana-de-açúcar

07/07/2015 Cana-de-Açúcar POR: Assessoria de imprensa da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
O secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, se reuniu com representantes do governo de Vera Cruz, no México, para consolidar um conjunto de ações para incentivar a troca de experiências e boas práticas em pesquisa de novos cultivares de cana-de-açúcar para a produção de açúcar, na tarde desta segunda-feira, (6), durante o Ethanol Summit 2015, em São Paulo.
O protocolo também visa promover parcerias para aprimorar a capacitação técnica, por meio de treinamentos específicos e em cursos de pós-graduação entre a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio do IAC, com a cidade mexicana.
Um primeiro encontro já tinha ocorrido em maio deste ano, durante a Agrishow 2015, realizada em Ribeirão Preto, onde o secretário de Agricultura e a embaixadora mexicana Beatriz Elena Paredes Rangel assinaram um Protocolo de Intenções criando condições para estabelecimento de convênios ou termos de cooperação dos assuntos destacados no documento. "Esse é o primeiro ato para consolidarmos essas ações conjuntas entre os dois estados", reforçou Arnaldo Jardim.
Arnaldo Jardim destacou o entusiasmo do governador Geraldo Alckmin em realizar essa parceria internacional. "Esse protocolo é uma parceria entre a Secretaria de Agricultura, por meio do Instituto Agronômico (IAC), e o México, que interagem na questão da cana, identificando cultivares adaptadas ao clima mexicano", afirmou Arnaldo Jardim.
O IAC já disponibilizou cinco variedades de cana-de-açúcar para o México. As tecnologias paulistas têm proporcionado, em áreas experimentais, produtividade 50% superior aos materiais mais cultivados no México.
De acordo com o cônsul geral do México em São Paulo, José Gerardo Trasloheros Hernandez, comemorou a parceria internacional e reforçou que o acordo é fundamental para do desenvolvimento da produção de cana-de-açúcar, que é o maior produtor do México. "Queremos levar a pesquisa desenvolvidas em São Pauloara fomentar novas tecnologias de plantio canavieiro e estimular a matriz energética do nosso país ", afirmou.
O diretor geral do Instituto Veracruzano de Bioenergerticos do Governo de Vera Cruz, Osiel Castro De La Rosa quer incentivar a produção canavieira para o desenvolvimento de combustível com energia limpa. "Queremos aumentar o percentual do etanol no combustível no México, reduzindo os poluentes. Vamos nos espelhar na experiência e na pesquisa desenvolvida por São Paulo para criarmos novos recursos de energia limpa", disse. 
O próximo passo do protocolo é promover a capacitação técnica, por meio de treinamentos específicos e em cursos de pós-graduação entre os estados.
Paulo Prendes
 
O secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, se reuniu com representantes do governo de Vera Cruz, no México, para consolidar um conjunto de ações para incentivar a troca de experiências e boas práticas em pesquisa de novos cultivares de cana-de-açúcar para a produção de açúcar, na tarde desta segunda-feira, (6), durante o Ethanol Summit 2015, em São Paulo.
O protocolo também visa promover parcerias para aprimorar a capacitação técnica, por meio de treinamentos específicos e em cursos de pós-graduação entre a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio do IAC, com a cidade mexicana.
Um primeiro encontro já tinha ocorrido em maio deste ano, durante a Agrishow 2015, realizada em Ribeirão Preto, onde o secretário de Agricultura e a embaixadora mexicana Beatriz Elena Paredes Rangel assinaram um Protocolo de Intenções criando condições para estabelecimento de convênios ou termos de cooperação dos assuntos destacados no documento. "Esse é o primeiro ato para consolidarmos essas ações conjuntas entre os dois estados", reforçou Arnaldo Jardim.
Arnaldo Jardim destacou o entusiasmo do governador Geraldo Alckmin em realizar essa parceria internacional. "Esse protocolo é uma parceria entre a Secretaria de Agricultura, por meio do Instituto Agronômico (IAC), e o México, que interagem na questão da cana, identificando cultivares adaptadas ao clima mexicano", afirmou Arnaldo Jardim.
O IAC já disponibilizou cinco variedades de cana-de-açúcar para o México. As tecnologias paulistas têm proporcionado, em áreas experimentais, produtividade 50% superior aos materiais mais cultivados no México.
De acordo com o cônsul geral do México em São Paulo, José Gerardo Trasloheros Hernandez, comemorou a parceria internacional e reforçou que o acordo é fundamental para do desenvolvimento da produção de cana-de-açúcar, que é o maior produtor do México. "Queremos levar a pesquisa desenvolvidas em São Pauloara fomentar novas tecnologias de plantio canavieiro e estimular a matriz energética do nosso país ", afirmou.
O diretor geral do Instituto Veracruzano de Bioenergerticos do Governo de Vera Cruz, Osiel Castro De La Rosa quer incentivar a produção canavieira para o desenvolvimento de combustível com energia limpa. "Queremos aumentar o percentual do etanol no combustível no México, reduzindo os poluentes. Vamos nos espelhar na experiência e na pesquisa desenvolvida por São Paulo para criarmos novos recursos de energia limpa", disse. 
O próximo passo do protocolo é promover a capacitação técnica, por meio de treinamentos específicos e em cursos de pós-graduação entre os estados.
Paulo Prendes