atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Biosul reavalia a safra 2012/2013 e aumenta projeções de colheita

03/08/2012 Cana-de-Açúcar POR: Biosul
A última avaliação da safra 2012/2013 de cana-de-açúcar aumentou em cerca de 800 mil toneladas a produção de Mato Grosso do Sul. As projeções que eram de 37,81 milhões de toneladas atingem 38,60 mi t de cana moída, um aumento de 2,09% em relação à projeção anterior. Já em relação à 2011/2012, quando o Estado moeu 33,85 mi t, o crescimento é de 14,03%. Uma ótima notícia para o setor que tem sofrido com o clima e com projeções nada otimistas no resto do País.
 
A cada quinzena, a Biosul - Associação dos Produtores de Bioenergia de MS faz levantamento com as 22 usinas do Estado quanto a perspectiva de moagem e produção. Os últimos dados referem-se ao monitoramento até o dia 1o. de agosto.
 
O levantamento mostrou que mesmo com o atraso em relação ao mesmo período da safra anterior, existe uma evolução quando comparado com as quinzenas. Segundo o presidente da entidade, Roberto Hollanda Filho, "nunca se moeu tanto numa quinzena como nesta última". Ele afirmou ainda que a safra deve se alongar até o fim de dezembro ou começo de janeiro. Em caso de chuvas no fim do ano, a produção 2012/2013 deve ser antecipada.
 
 
Mix
 
Os números deste ano mostraram que apesar de 4% da produção ter sido deslocada para o açúcar devido à falta de demanda do etanol no mercado, ele ainda detém a maior parte do total produzido, com 66,71%.
 
 
Etanol
 
O anidro, que é misturado à gasolina, teve um ligeiro aumento de 18,07% em relação a estimativa anterior, com uma produção de 507,18 metros cúbicos, enquanto o hidratado, usado nos veículos flex e dedicados a etanol teve um decréscimo de 8,85%, com uma produção reavaliada em 1,48 mi de m3.
 
 
Abastecimento de etanol
 
Os estoques disponíveis nas usinas do MS são suficientes para o abastecimento de dois meses e meio de anidro que é misturado à gasolina "C" e de 14,5 meses para o consumo de hidratado, que é vendido diretamente nas bombas. Se levarmos em consideração o consumo de 2011 no Estado, a utilização desse combustível é menor. O consumo de anidro em 2011, na média mensal foi de 11,5 milhões de litros, e de hidratado foi de 8,8 milhões de litros por mês, segundo dados da Agência Nacional do Petróleo em MS. Dessa forma, a Biosul analisa que não existe possibilidade de desabastecimento de etanol por parte das indústrias, que tem o suficiente para abastecer o consumo do Estado do MS.
 
 
Açúcar
 
A produção de açúcar em Mato Grosso do Sul também aumentou em relação a primeira estimativa de safra, quando a expectativa era de de 1,668 mi. O levantamento aponta que para 2012/2013, o setor sucroenergético deve produzir 1,92 mi t do produto, uma elevação de 15,07% da estimativa anterior e quase 21% do que foi produzido na safra 2011/2012.