atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

BNDES aprova R$ 145,9 milhões para Usina Batatais

30/10/2013 Cana-de-Açúcar POR: Agência Estado
O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou a concessão de R$ 145,9 milhões para a Usina Batatais S/A - Açúcar e Álcool, com sede no município de mesmo nome no interior paulista. Em nota, o banco informa que os recursos devem ser usados na instalação de uma torre de desidratação para a produção de etanol anidro em unidade localizada em Lins, também em São Paulo, e no aumento da produção de açúcar branco na unidade de Batatais.
´Serão realizados investimentos na alteração do mix de produção, através da instalação de uma torre de desidratação para produzir etanol anidro, com capacidade de 500 metros cúbicos diários na usina localizada em Lins. Para esta unidade também está previsto o plantio de 6.406 hectares de cana com vistas à renovação do canavial, além da aquisição de máquinas, equipamentos e implementos para a mecanização da colheita´, diz a nota.
Na usina de Batatais, os investimentos se concentrarão na expansão da produção de açúcar branco em 9.000 sacas/dia, na instalação de uma nova caldeira com maior capacidade de geração de energia, no plantio de 8.336 hectares de cana para renovação do canavial e compra de máquinas, equipamentos e implementos para mecanização da colheita.
Ainda conforme o BNDES, o projeto da Batatais também prevê investimentos para promover o reflorestamento através do plantio de espécies nativas em área de preservação permanente, num total de 810 hectares. Este investimento será feito em parceria com a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz e o valor a ser investido neste reflorestamento é de R$ 4,46 milhões. A empresa também fará investimentos sociais em comunidade ainda a ser definida. Esta parte do projeto contará com investimentos da ordem de R$ 500 mil, segundo o banco.
O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou a concessão de R$ 145,9 milhões para a Usina Batatais S/A - Açúcar e Álcool, com sede no município de mesmo nome no interior paulista. Em nota, o banco informa que os recursos devem ser usados na instalação de uma torre de desidratação para a produção de etanol anidro em unidade localizada em Lins, também em São Paulo, e no aumento da produção de açúcar branco na unidade de Batatais.
´Serão realizados investimentos na alteração do mix de produção, através da instalação de uma torre de desidratação para produzir etanol anidro, com capacidade de 500 metros cúbicos diários na usina localizada em Lins. Para esta unidade também está previsto o plantio de 6.406 hectares de cana com vistas à renovação do canavial, além da aquisição de máquinas, equipamentos e implementos para a mecanização da colheita´, diz a nota.
Na usina de Batatais, os investimentos se concentrarão na expansão da produção de açúcar branco em 9.000 sacas/dia, na instalação de uma nova caldeira com maior capacidade de geração de energia, no plantio de 8.336 hectares de cana para renovação do canavial e compra de máquinas, equipamentos e implementos para mecanização da colheita.
Ainda conforme o BNDES, o projeto da Batatais também prevê investimentos para promover o reflorestamento através do plantio de espécies nativas em área de preservação permanente, num total de 810 hectares. Este investimento será feito em parceria com a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz e o valor a ser investido neste reflorestamento é de R$ 4,46 milhões. A empresa também fará investimentos sociais em comunidade ainda a ser definida. Esta parte do projeto contará com investimentos da ordem de R$ 500 mil, segundo o banco.