atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

BNDES aprova R$356,2 mi para renovação de canaviais

26/09/2013 Cana-de-Açúcar POR: Reuters
O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de 356,2 milhões de reais para novos projetos de plantio de canaviais pelo programa BNDES Prorenova, informou o banco de fomento nesta quinta-feira.
O total de projetos do Prorenova já atingiu cerca de 1,3 bilhão de reais em 2013 e o plantio de 305 mil hectares, o que já supera o desempenho de 2012, segundo o BNDES.
O banco anunciou nesta quinta a aprovação de empréstimo de 253,2 milhões de reais para duas usinas do grupo paranaense Usaçúcar, 65,1 milhões de reais para um projeto da São Martinho e 37,9 milhões de reais para um empreendimento da Quatá, do Grupo Zilor.
Ao todo, esses projetos contemplam o plantio de 83,2 mil hectares nos Estados de São Paulo e Paraná, sendo 71,5 mil hectares para renovação e 11,7 mil hectares para novos canaviais.
A expectativa do BNDES é que o Prorenova totalize pelo menos 2 bilhões de reais em financiamentos até o fim do ano, contra 1,2 bilhão de reais em 2012.
Laiz de Souza
O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de 356,2 milhões de reais para novos projetos de plantio de canaviais pelo programa BNDES Prorenova, informou o banco de fomento nesta quinta-feira.
O total de projetos do Prorenova já atingiu cerca de 1,3 bilhão de reais em 2013 e o plantio de 305 mil hectares, o que já supera o desempenho de 2012, segundo o BNDES.
O banco anunciou nesta quinta a aprovação de empréstimo de 253,2 milhões de reais para duas usinas do grupo paranaense Usaçúcar, 65,1 milhões de reais para um projeto da São Martinho e 37,9 milhões de reais para um empreendimento da Quatá, do Grupo Zilor.
Ao todo, esses projetos contemplam o plantio de 83,2 mil hectares nos Estados de São Paulo e Paraná, sendo 71,5 mil hectares para renovação e 11,7 mil hectares para novos canaviais.
A expectativa do BNDES é que o Prorenova totalize pelo menos 2 bilhões de reais em financiamentos até o fim do ano, contra 1,2 bilhão de reais em 2012.
Laiz de Souza