atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Boas práticas ambientais e de segurança serão discutidas em encontro com setor sucroenergético

07/08/2014 Noticias do Sistema POR: Assessoria de Imprensa
ianorte (Arteris) promoverá, no dia 12 de agosto (terça-feira), o 1º Encontro Regional sobre Impactos Ambientais e de Segurança, Boas Práticas e Ações dos Envolvidos no Setor Sucroenergético. Os objetivos são orientar os participantes acerca do tema, minimizar as consequências do transporte e da produção de cana-de-açúcar, tanto nas rodovias como na natureza. O evento será realizado, das 7h30 às 12 horas, no Centro Empresarial Zanini, na marginal João Olézio Marques, 3.563, em Sertãozinho.
Foram convidados representantes de, aproximadamente, 15 usinas localizadas ao longo do trecho administrado pela concessionária na macrorregião de Ribeirão Preto. As discussões contarão com representantes da Artesp (Agência de Transportes do Estado de São Paulo), Corpo de Bombeiros, Cetesb (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental), PMRv (Polícia Militar Rodoviária), Polícia Ambiental, Secretaria do Meio Ambiente de Ribeirão Preto e de Sertãozinho, concessionárias de rodovias, além do presidente da Canaoeste (Associação dos Plantadores de Cana do Oeste do Estado de São Paulo), Manoel Ortolan. “O encontro tem um papel de conscientização e orientação, que são essenciais para a execução do trabalho diário de forma segura e responsável”, afirma o gerente de Operações da Vianorte, Luciano Louzane.
“Nossa intenção é estimular debates sobre prevenção de acidentes, queimadas, transporte de cargas pesadas, Operação Corta-Fogo, entre outros assuntos que resultem em medidas práticas para solucionar problemas que envolvem todos os setores presentes. Este é um trabalho que deve ser realizado em conjunto, pois cada um tem o seu papel. Em casos de incêndios nos canaviais que passem para a faixa de domínio das rodovias, por exemplo, a ação das usinas é essencial, pois elas ajudam no fornecimento de caminhões-pipa para apagar o fogo”, ressalta Ricardo Gerab, supervisor do Meio Ambiente da Vianorte.
Acidentes
Um dos focos das ações desenvolvidas pela Vianorte é a prevenção a acidentes envolvendo caminhões canavieiros por meio de parceria com as usinas da região e órgãos competentes, buscando minimizar a quantidade de vítimas fatais nestas ocorrências. De acordo com dados do CCO (Centro de Controle de Operações) da Vianorte, em 2009 ocorreram nove mortes em acidentes assim. Em 2010, este número reduziu para três; em 2011, para um. Em 2012, não houve vítima fatal.
Sobre a Vianorte – Concessionária responsável por 236,6 quilômetros de rodovias: SP-330 (Via Anhanguera); SP-322 (Rodovia Armando de Salles Oliveira); SP-322 (Rodovia Attílio Balbo); SP-322 (Rodovia Prefeito Antônio Duarte Nogueira – Anel Viário Sul de Ribeirão Preto); SP-328 (Rodovia Alexandre Balbo – Anel Viário Norte de Ribeirão Preto) e SP-325 (Avenida Bandeirantes). A Vianorte tem sede na cidade de Sertãozinho (SP), local para onde deverão ser encaminhadas todas as comunicações legais, em razão de constituir-se pessoa jurídica distinta de Arteris S.A. (sua controladora societária).
Sobre a Arteris – A Arteris, companhia do setor de concessões rodoviárias do Brasil, administra 3.250 quilômetros de vias nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná e Santa Catarina, por meio de suas nove concessionárias: Autovias, Centrovias, Intervias, Vianorte, Autopista Fernão Dias, Autopista Fluminense, Autopista Litoral Sul, Autopista Planalto Sul e Autopista Régis Bittencourt. A Arteris é uma empresa de capital aberto, com ações negociadas no Novo Mercado da Bovespa. É controlada pela Abertis e pela Brookfield. Em 2013, recebeu o Prêmio Socioambiental Chico Mendes, o Passaporte de Responsabilidade Socioambiental Chico Mendes e a concessão do uso do Selo Verde da categoria Ação Socioambiental Responsável – do Instituto Chico Mendes –, pelo Programa Viva Meio Ambiente desenvolvido nos estados onde a empresa está presente. Saiba mais: www.arteris.com.br.
A Vianorte (Arteris) promoverá, no dia 12 de agosto (terça-feira), o 1º Encontro Regional sobre Impactos Ambientais e de Segurança, Boas Práticas e Ações dos Envolvidos no Setor Sucroenergético. Os objetivos são orientar os participantes acerca do tema, minimizar as consequências do transporte e da produção de cana-de-açúcar, tanto nas rodovias como na natureza. O evento será realizado, das 7h30 às 12 horas, no Centro Empresarial Zanini, na marginal João Olézio Marques, 3.563, em Sertãozinho.
Foram convidados representantes de, aproximadamente, 15 usinas localizadas ao longo do trecho administrado pela concessionária na macrorregião de Ribeirão Preto. As discussões contarão com representantes da Artesp (Agência de Transportes do Estado de São Paulo), Corpo de Bombeiros, Cetesb (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental), PMRv (Polícia Militar Rodoviária), Polícia Ambiental, Secretaria do Meio Ambiente de Ribeirão Preto e de Sertãozinho, concessionárias de rodovias, além do presidente da Canaoeste (Associação dos Plantadores de Cana do Oeste do Estado de São Paulo), Manoel Ortolan. “O encontro tem um papel de conscientização e orientação, que são essenciais para a execução do trabalho diário de forma segura e responsável”, afirma o gerente de Operações da Vianorte, Luciano Louzane.
“Nossa intenção é estimular debates sobre prevenção de acidentes, queimadas, transporte de cargas pesadas, Operação Corta-Fogo, entre outros assuntos que resultem em medidas práticas para solucionar problemas que envolvem todos os setores presentes. Este é um trabalho que deve ser realizado em conjunto, pois cada um tem o seu papel. Em casos de incêndios nos canaviais que passem para a faixa de domínio das rodovias, por exemplo, a ação das usinas é essencial, pois elas ajudam no fornecimento de caminhões-pipa para apagar o fogo”, ressalta Ricardo Gerab, supervisor do Meio Ambiente da Vianorte.
Acidentes
Um dos focos das ações desenvolvidas pela Vianorte é a prevenção a acidentes envolvendo caminhões canavieiros por meio de parceria com as usinas da região e órgãos competentes, buscando minimizar a quantidade de vítimas fatais nestas ocorrências. De acordo com dados do CCO (Centro de Controle de Operações) da Vianorte, em 2009 ocorreram nove mortes em acidentes assim. Em 2010, este número reduziu para três; em 2011, para um. Em 2012, não houve vítima fatal.
 Sobre a Vianorte – Concessionária responsável por 236,6 quilômetros de rodovias: SP-330 (Via Anhanguera); SP-322 (Rodovia Armando de Salles Oliveira); SP-322 (Rodovia Attílio Balbo); SP-322 (Rodovia Prefeito Antônio Duarte Nogueira – Anel Viário Sul de Ribeirão Preto); SP-328 (Rodovia Alexandre Balbo – Anel Viário Norte de Ribeirão Preto) e SP-325 (Avenida Bandeirantes). A Vianorte tem sede na cidade de Sertãozinho (SP), local para onde deverão ser encaminhadas todas as comunicações legais, em razão de constituir-se pessoa jurídica distinta de Arteris S.A. (sua controladora societária).
Sobre a Arteris – A Arteris, companhia do setor de concessões rodoviárias do Brasil, administra 3.250 quilômetros de vias nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná e Santa Catarina, por meio de suas nove concessionárias: Autovias, Centrovias, Intervias, Vianorte, Autopista Fernão Dias, Autopista Fluminense, Autopista Litoral Sul, Autopista Planalto Sul e Autopista Régis Bittencourt. A Arteris é uma empresa de capital aberto, com ações negociadas no Novo Mercado da Bovespa. É controlada pela Abertis e pela Brookfield. Em 2013, recebeu o Prêmio Socioambiental Chico Mendes, o Passaporte de Responsabilidade Socioambiental Chico Mendes e a concessão do uso do Selo Verde da categoria Ação Socioambiental Responsável – do Instituto Chico Mendes –, pelo Programa Viva Meio Ambiente desenvolvido nos estados onde a empresa está presente. Saiba mais: www.arteris.com.br.