atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Brasil busca a primeira cana transgênica

09/04/2013 Cana-de-Açúcar POR: Agências
Produtores de cana vão poder contar nos próximos anos com variedades transgênicas. Assim como ocorreu com a soja e o milho há quase 20 anos, agora é a vez do setor canavieiro. Já estão sendo feitos testes e pesquisas no Brasil com espécies que devem resistir mais às condições climáticas do nosso país.
Um dos desafios do setor sucroalcooleiro tem sido encontrar variedades resistentes a condições climáticas como a seca e o excesso de chuvas em algumas regiões, e a pragas, mas mantendo a produtividade e o teor de açúcar acima do normal. Países como Brasil - que é o maior produtor mundial da cana -, Indonésia, Argentina e China estão na corrida para ver quem consegue lançar a primeira variedade de cana-de-açúcar transgênica.
O mercado, diante da necessidade de incremento da produção, já pressiona os pesquisadores. Os estudos são regulados pela Comissão Técnica Nacional de Biossegurança, a CTNBI, e os trabalhos são submetidos a aprovação para chegar ao mercado. 
Texto extraído do Portal Cenário MT
Produtores de cana vão poder contar nos próximos anos com variedades transgênicas. Assim como ocorreu com a soja e o milho há quase 20 anos, agora é a vez do setor canavieiro. Já estão sendo feitos testes e pesquisas no Brasil com espécies que devem resistir mais às condições climáticas do nosso país.
Um dos desafios do setor sucroalcooleiro tem sido encontrar variedades resistentes a condições climáticas como a seca e o excesso de chuvas em algumas regiões, e a pragas, mas mantendo a produtividade e o teor de açúcar acima do normal. Países como Brasil - que é o maior produtor mundial da cana -, Indonésia, Argentina e China estão na corrida para ver quem consegue lançar a primeira variedade de cana-de-açúcar transgênica.
O mercado, diante da necessidade de incremento da produção, já pressiona os pesquisadores. Os estudos são regulados pela Comissão Técnica Nacional de Biossegurança, a CTNBI, e os trabalhos são submetidos a aprovação para chegar ao mercado. 
Texto extraído do Portal Cenário MT