atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Brent supera US$65 pela 1ª vez no ano

15/02/2019 Combustível POR: Reuters
Os contratos futuros do petróleo Brent operavam em alta nesta sexta-feira, após atingirem brevemente a máxima de 2019, à medida que as reduções de oferta lideradas pela Opep e o anúncio de um corte maior do que o esperado pela Arábia Saudita estimulavam os investidores.
O petróleo Brent subia 0,38 dólar, ou 0,59 por cento, a 64,95 dólares por barril, às 9:39 (horário de Brasília). Mais cedo, superou 65 dólares pela primeira vez no ano.
O petróleo dos Estados Unidos avançava 0,31 dólar, ou 0,57 por cento, a 54,72 dólares por barril.
O Brent se mantinha próximo das máximas de três meses e caminhava para registrar um ganho de mais de 4 por cento na semana.
A Organização dos Países Exportadores de Petróleo e seus aliados, liderados pela Rússia, iniciaram cortes voluntários de produção no mês passado com o objetivo de deixar o mercado mais apertado.
A maior exportadora e líder da Opep, Arábia Saudita, disse na terça-feira que vai cortar mais de meio milhão de barris por dia (bpd) em março, mais do que o acordado, o que passou a impulsionar os preços.
Os preços também recebiam impulso do fechamento parcial de Safaniya, da Arábia Saudita, seu maior campo petrolífero marítimo com capacidade de produção de mais de 1 milhão de bpd.
A paralisação ocorreu há cerca de duas semanas, disse uma fonte, e não ficou claro quando o campo deve retornar à capacidade total de produção.