atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Bruxelas: UNICA destaca o papel da cana para uma agricultura sustentável

29/03/2016 Cana-de-Açúcar POR: UNICA
No Brasil, a cana-de-açúcar não representa apenas divisas valiosas para a balança comercial, mas também um papel estratégico para a agricultura sustentável. Reforçando o potencial da cana no atual cenário mundial de redução das emissões de gases de efeito estufa (GEEs), diversos subprodutos da planta (açúcar, etanol e bioplástico) fabricados pelo setor sucroenergético brasileiro foram apresentados no “Forum for the Future of Agriculture (FFA)”, realizado na segunda quinzena de março (22/03), e que reuniu 1.800 pessoas na capital da Bélgica, Bruxelas.
A divulgação ocorreu por meio de um estande coordenado pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e compartilhado pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA) em parceria com o Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável (GTPS) e a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).
Graças ao projeto “Brazilian Sugarcane Ethanol”, mantido pela Apex-Brasil e UNICA, que busca impulsionar as exportações do etanol brasileiro, a presidente da entidade sucroenergética, Elizabeth Farina, compareceu ao evento patrocinado pela empresa Syngenta. A programação incluiu a participação de especialistas e autoridades de alto escalão da União Europeia, como o diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), José Graziano da Silva, do diretor executivo do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (UNEP), e do economista Jeffrey Sachs.
Posicionado estrategicamente, o estande teve um bom fluxo visitas. No local, folders e vídeos apresentaram os benefícios econômicos, sociais e ambientais proporcionados pela indústria canavieira do Brasil. Para testar e aprofundar o conhecimento do público internacional à respeito do tema, foram disponibilizados tablets com um QUIZ de dez questões relativas às diferentes utilizações dos produtos da cana como fonte de alimentação, geração de energia elétrica renovável e de biocombustível.
Aproveitando a visita do comissário europeu, Phil Hogan, o time da UNICA entregou um exemplar do livro “Imagens do etanol Brasileiro”, produzido pela entidade, e que traduz em 120 fotografias a experiência e o pioneirismo do setor sucroenergético brasileiro, da lavoura ao processo produtivo dos derivados da cana.
Atentados
Os atentados terroristas ocorridos em Bruxelas no mesmo dia da realização do FFA causaram enorme comoção em todos que estiveram no evento. A UNICA, cujo escritório de representação na União Europeia (UE) situa-se na capital belga, lamenta profundamente o fato e repudia qualquer tipo de violência.
No Brasil, a cana-de-açúcar não representa apenas divisas valiosas para a balança comercial, mas também um papel estratégico para a agricultura sustentável. Reforçando o potencial da cana no atual cenário mundial de redução das emissões de gases de efeito estufa (GEEs), diversos subprodutos da planta (açúcar, etanol e bioplástico) fabricados pelo setor sucroenergético brasileiro foram apresentados no “Forum for the Future of Agriculture (FFA)”, realizado na segunda quinzena de março (22/03), e que reuniu 1.800 pessoas na capital da Bélgica, Bruxelas.
A divulgação ocorreu por meio de um estande coordenado pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e compartilhado pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA) em parceria com o Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável (GTPS) e a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).
Graças ao projeto “Brazilian Sugarcane Ethanol”, mantido pela Apex-Brasil e UNICA, que busca impulsionar as exportações do etanol brasileiro, a presidente da entidade sucroenergética, Elizabeth Farina, compareceu ao evento patrocinado pela empresa Syngenta. A programação incluiu a participação de especialistas e autoridades de alto escalão da União Europeia, como o diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), José Graziano da Silva, do diretor executivo do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (UNEP), e do economista Jeffrey Sachs.
Posicionado estrategicamente, o estande teve um bom fluxo visitas. No local, folders e vídeos apresentaram os benefícios econômicos, sociais e ambientais proporcionados pela indústria canavieira do Brasil. Para testar e aprofundar o conhecimento do público internacional à respeito do tema, foram disponibilizados tablets com um QUIZ de dez questões relativas às diferentes utilizações dos produtos da cana como fonte de alimentação, geração de energia elétrica renovável e de biocombustível.
Aproveitando a visita do comissário europeu, Phil Hogan, o time da UNICA entregou um exemplar do livro “Imagens do etanol Brasileiro”, produzido pela entidade, e que traduz em 120 fotografias a experiência e o pioneirismo do setor sucroenergético brasileiro, da lavoura ao processo produtivo dos derivados da cana.
Atentados
Os atentados terroristas ocorridos em Bruxelas no mesmo dia da realização do FFA causaram enorme comoção em todos que estiveram no evento. A UNICA, cujo escritório de representação na União Europeia (UE) situa-se na capital belga, lamenta profundamente o fato e repudia qualquer tipo de violência.