atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Cana-de-açúcar é opção de cultivo para produtores de Pedro Afonso

18/09/2012 Cana-de-Açúcar POR: Portal Sonda Brasil
O município de Pedro Afonso, localizado a 169 km de Palmas, sempre foi referência na produção de grãos, principalmente soja, mas vem se destacando também em outro cultivo, o de cana-de-açúcar. A produção no município aumentou significativamente, segundo o coordenador de Etanol da Secretaria Estadual da Agricultura (Seagro), Marcus André Ribeiro "a expectativa de produção até dezembro deste ano é de duas mil toneladas de cana processadas". Vários fatores contribuem para que essa previsão aconteça, além das condições favoráveis do solo e clima há também o incentivo à produção.
Segundo o coordenador, a presença da indústria Bunge em Pedro Afonso, empresa pioneira no ramo do agronegócio e alimentos do país, traz mais confiabilidade ao mercado "é a única usina em funcionamento de produção de etanol no Tocantins", reforça.
Além de atrair oportunidades de negócios para a região, o cultivo da cana passa a ser mais uma opção para o agricultor. "Os produtores observam a cadeia produtiva de forma diversificada, ele observa a cana como uma cultura a mais, pois, antes só se falava em soja", avalia Ribeiro.
Mas, para o presidente do Sindicato Rural de Pedro Afonso, Edmar Correia, apesar do mercado de cana ser promissor, a soja segundo ele ainda é a opção mais rentável e o lucro da cana deve ser esperado em longo prazo. "A soja custa R$ 60,00 a saca e a gente colhe por hectare 50 sacas, então, o valor bruto é R$ 3.000,00. Digo sem medo de errar que a soja ainda é mais lucrativa" enfatiza.
O presidente não descarta o potencial do cultivo da cana e a vê como uma grande promessa para os agricultores. "A cana trouxe para a cidade mais movimentação econômica, gerou renda e emprego, tornou-se mais uma opção de cultivo", avalia Correia.