atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Cana energia de açúcar

06/12/2019 Cana-de-Açúcar POR: Marino Guerra
Cana energia de açúcar

Material desenvolvido pela Granbio apresenta cultivar que atende as duas demandas

Durante o ciclo mensal de palestras sobre o cenário do setor elétrico, organizado pela Unica, de novembro, o representante da Granbio, José Bressiani, apresentou em detalhes a Vertix tipo 2, uma cana-energia que tem significativa taxa de açúcar por hectare.

Segundo sua apresentação o ensaio foi feito em dois ambientes distintos o qual foi medido a quantidade de açúcares por hectare ao longo de cinco cortes, tendo como base de comparação uma RB92579. O resultado final registrou uma média 13,9 TA/Ha para a Vertix 2, 2,5 a mais em relação a cultivar de cana-de-açúcar utilizada no experimento.

Um detalhe importante do estudo foi a abismal diferença na produção de açúcar no quinto corte, quando a variedade “energia”, entregou 13,4 TA/Ha, enquanto que a RB92579 gerou míseros 4,3 TA/Ha.

O trabalho também comparou a quantidade de massa verde por hectare, o qual o placar foi de 174,6 x 76,7 toneladas a favor da Vertix 2 e o peso de fibras por hectare onde obviamente a cana energia foi quase quatro vezes superior a variedade da Ridesa.

A cultivar ainda apresenta como característica alto perfilhamento, excelente brotação de soqueira, resistente ao carvão, alta quantidade de rizomas, florescimento intermediário, recomendação de plantio em ambientes restritivos e colheita no início da safra.

O desenvolvimento da cana-energia teve como motivação o ganho de bagaço objetivando o aumento da produção de energia elétrica e a produção do etanol 2G. Contudo, observando sua virtuosidade também na produção de açúcar, a variedade se torna viável para a produção do biocombustível da maneira tradicional, através da fermentação.