atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Cana: prejuízo da indiana Renuka cresce 26% no 2º trimestre

20/08/2014 Cana-de-Açúcar POR: Agência Estado
A indiana Shree Renuka Sugars, companhia produtora de açúcar e etanol com usinas na Índia e no Brasil, registrou prejuízo líquido 26% maior no trimestre encerrado em 30 de junho de 2014 (equivalente ao 1º da safra 2013/14 no Centro-Sul do Brasil), de US$ 13,2 milhões (806 milhões de rupias). Em igual período do ano passado, o prejuízo líquido havia sido de US$ 10,4 milhões (636 milhões de rupias).
Com capital aberto na Bolsa de Mumbai, a companhia teve uma receita líquida de US$ 190,6 milhões (11,578 bilhões de rupias) no trimestre, queda de 40% na comparação anual. O Ebit (lucro antes de juros e impostos) ficou negativo em US$ 20,1 milhões (1,221 bilhão de rupias), ante um prejuízo operacional de US$ 15,2 milhões (923 milhões de rupias) em igual intervalo de 2013.
A receita com açúcar caiu 45%, de US$ 294,8 milhões (17,902 bilhões de rupias) para US$ 162,7 milhões (9,878 bilhões de rupias). O prejuízo operacional com a commodity foi de US$ 5 milhões (307 milhões de rupias), ante lucro operacional de US$ 3,1 milhões (192 milhões de rupias) há um ano.
A receita com etanol no trimestre cresceu 154%, para US$ 13,6 milhões (826 milhões de rupias), mantendo-se a mesma base de comparação. Operacionalmente, a Shree Renuka Sugars teve um lucro operacional 187% maior com o biocombustível, de US$ 4 milhões (247 milhões de rupias).
Por fim, a operação de trading da empresa teve uma receita 12% inferior no trimestre, de US$ 11,2 milhões (682 milhões de rupias). Operacionalmente, o segmento teve um prejuízo de US$ 115,2 mil (7 milhões de rupias), ante lucro operacional de US$ 609,2 mil (37 milhões de rupias).
A Shree Renuka Sugars tem quatro usinas no Brasil, duas em São Paulo e duas no Paraná, com capacidade total para moagem de 10 milhões de toneladas por safra
A indiana Shree Renuka Sugars, companhia produtora de açúcar e etanol com usinas na Índia e no Brasil, registrou prejuízo líquido 26% maior no trimestre encerrado em 30 de junho de 2014 (equivalente ao 1º da safra 2013/14 no Centro-Sul do Brasil), de US$ 13,2 milhões (806 milhões de rupias). Em igual período do ano passado, o prejuízo líquido havia sido de US$ 10,4 milhões (636 milhões de rupias).
Com capital aberto na Bolsa de Mumbai, a companhia teve uma receita líquida de US$ 190,6 milhões (11,578 bilhões de rupias) no trimestre, queda de 40% na comparação anual. O Ebit (lucro antes de juros e impostos) ficou negativo em US$ 20,1 milhões (1,221 bilhão de rupias), ante um prejuízo operacional de US$ 15,2 milhões (923 milhões de rupias) em igual intervalo de 2013.
A receita com açúcar caiu 45%, de US$ 294,8 milhões (17,902 bilhões de rupias) para US$ 162,7 milhões (9,878 bilhões de rupias). O prejuízo operacional com a commodity foi de US$ 5 milhões (307 milhões de rupias), ante lucro operacional de US$ 3,1 milhões (192 milhões de rupias) há um ano.
A receita com etanol no trimestre cresceu 154%, para US$ 13,6 milhões (826 milhões de rupias), mantendo-se a mesma base de comparação. Operacionalmente, a Shree Renuka Sugars teve um lucro operacional 187% maior com o biocombustível, de US$ 4 milhões (247 milhões de rupias).
Por fim, a operação de trading da empresa teve uma receita 12% inferior no trimestre, de US$ 11,2 milhões (682 milhões de rupias). Operacionalmente, o segmento teve um prejuízo de US$ 115,2 mil (7 milhões de rupias), ante lucro operacional de US$ 609,2 mil (37 milhões de rupias).
A Shree Renuka Sugars tem quatro usinas no Brasil, duas em São Paulo e duas no Paraná, com capacidade total para moagem de 10 milhões de toneladas por safra