atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Clima favorável para o crescimento da cana de açúcar

19/04/2013 Cana-de-Açúcar POR: Ivonete Dainese - ultimoinstante
Os canaviais da região Centro Sul este ano apresentam melhores condições do que aquelas observadas no mesmo período de 2012. Clima favorável na fase de crescimento da cana é a principal razão para esta condição.
Chuvas em quantidades maiores do que a normal histórica durante Março/13 e início de Abril/13 irão impactar positivamente a disponibilidade de cana a ser moída a partir do meio da safra. DATAGRO Crop Survey aponta que a boa qualidade da cana no Estado de São Paulo resultará em aumento significativo no rendimento agrícola, especialmente se comparado à safra anterior.
No entanto, as chuvas resultaram também em atraso do início das operações de colheita para algumas usinas, enquanto outras apenas interromperam a colheita mecanizada nos primeiros 10 dias de Abril/13.
Esta precipitação acima do normal impactou negativamente também o programa de plantio de 18 meses, que foi interrompido diversas vezes durante Março/13 e Abril/13. Se as chuvas persistirem, o perfil do plantio poderá mudar de 18 meses para 12 meses, impactando a próxima safra.
A cana colhida no início da safra tem apresentado bom potencial produtivo, mas contém níveis de umidade acima do normal, reduzindo expectativas quanto a ATR para o primeiro quarto da safra. Muitos produtores estão aguardando resultados de maturadores em uma tentativa de aumentar a concentração de açúcares.
Chuvas intensas no início das operações de moagem estão também impactando não só os níveis de ATR, mas também a quantidade de impurezas vegetais colhidas, causando perda industrial pelas fibras processadas. 
Em geral, doenças e infestações estão sob controle. Enquanto a presença de cigarrinhas está decaindo, o nível de infestação de broca está crescendo. Ervas daninhas são também preocupantes no cenário atual, já que competem com a cana pela água e nutrientes do solo.
Os canaviais da região Centro Sul este ano apresentam melhores condições do que aquelas observadas no mesmo período de 2012. Clima favorável na fase de crescimento da cana é a principal razão para esta condição.
Chuvas em quantidades maiores do que a normal histórica durante Março/13 e início de Abril/13 irão impactar positivamente a disponibilidade de cana a ser moída a partir do meio da safra. DATAGRO Crop Survey aponta que a boa qualidade da cana no Estado de São Paulo resultará em aumento significativo no rendimento agrícola, especialmente se comparado à safra anterior.
No entanto, as chuvas resultaram também em atraso do início das operações de colheita para algumas usinas, enquanto outras apenas interromperam a colheita mecanizada nos primeiros 10 dias de Abril/13.
Esta precipitação acima do normal impactou negativamente também o programa de plantio de 18 meses, que foi interrompido diversas vezes durante Março/13 e Abril/13. Se as chuvas persistirem, o perfil do plantio poderá mudar de 18 meses para 12 meses, impactando a próxima safra.
A cana colhida no início da safra tem apresentado bom potencial produtivo, mas contém níveis de umidade acima do normal, reduzindo expectativas quanto a ATR para o primeiro quarto da safra. Muitos produtores estão aguardando resultados de maturadores em uma tentativa de aumentar a concentração de açúcares.
Chuvas intensas no início das operações de moagem estão também impactando não só os níveis de ATR, mas também a quantidade de impurezas vegetais colhidas, causando perda industrial pelas fibras processadas. 
Em geral, doenças e infestações estão sob controle. Enquanto a presença de cigarrinhas está decaindo, o nível de infestação de broca está crescendo. Ervas daninhas são também preocupantes no cenário atual, já que competem com a cana pela água e nutrientes do solo.