atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Comércio e indústria unem forças e Sertãozinho-SP deve “parar” no próximo dia 27

23/01/2015 Cana-de-Açúcar POR: Globo Rural
O Movimento pela Retomada do Setor Sucroenergético está marcado para acontecer na próxima terça-feira, dia 27/1, em Sertãozinho, interior de São Paulo. Com o apoio da cidade, a manifestação pretende mobilizar autoridades na questão dos investimentos na cadeia produtiva sucroenergética. Segundo os organizadores, o ato responde pelos milhares de trabalhadores que perderam seus empregos nos últimos anos.
Nesta semana, os segmentos de comércio e indústria de Sertãozinho reafirmaram seus compromissos com a ação. “Toda atividade econômica de Sertãozinho e região é alicerçada no setor metalúrgico, e atrelada à retomada do setor sucroenergético. Com a crise, todas as categorias estão sofrendo as consequências. Não podemos ficar parados esperando pelo pior”, comenta o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Sertãozinho e Região (Sincomércio), José Carlos Canesin.
Quem também confirmou apoio foi a Associação Comercial e Industrial de Sertãozinho (ACIS). “Estamos entrando em contato direto com os lojistas para que eles e seus funcionários participem da manifestação, que é justa e necessária diante das dificuldades enfrentadas pelo setor sucroenergético”, pontua o presidente da entidade, Geraldo Zanandréa.
À frente da coordenação da ação, o secretário municipal de Indústria e Comércio, Carlos Roberto Liboni, acredita que as expectativas da ação podem ser superadas. “Com o apoio de entidades ligadas às usinas e produtores de cana, a região também está sendo convidada a participar do Movimento e, com isso, a ação vem ganhando corpo e credibilidade em meio a diferentes setores. Estamos acreditando, inclusive, que possamos superar a estimativa inicial de 15 mil participantes”, projeta.
O Movimento pela Retomada do Setor Sucroenergético está marcado para acontecer na próxima terça-feira, dia 27/1, em Sertãozinho, interior de São Paulo. Com o apoio da cidade, a manifestação pretende mobilizar autoridades na questão dos investimentos na cadeia produtiva sucroenergética. Segundo os organizadores, o ato responde pelos milhares de trabalhadores que perderam seus empregos nos últimos anos.
Nesta semana, os segmentos de comércio e indústria de Sertãozinho reafirmaram seus compromissos com a ação. “Toda atividade econômica de Sertãozinho e região é alicerçada no setor metalúrgico, e atrelada à retomada do setor sucroenergético. Com a crise, todas as categorias estão sofrendo as consequências. Não podemos ficar parados esperando pelo pior”, comenta o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Sertãozinho e Região (Sincomércio), José Carlos Canesin.
Quem também confirmou apoio foi a Associação Comercial e Industrial de Sertãozinho (ACIS). “Estamos entrando em contato direto com os lojistas para que eles e seus funcionários participem da manifestação, que é justa e necessária diante das dificuldades enfrentadas pelo setor sucroenergético”, pontua o presidente da entidade, Geraldo Zanandréa.
À frente da coordenação da ação, o secretário municipal de Indústria e Comércio, Carlos Roberto Liboni, acredita que as expectativas da ação podem ser superadas. “Com o apoio de entidades ligadas às usinas e produtores de cana, a região também está sendo convidada a participar do Movimento e, com isso, a ação vem ganhando corpo e credibilidade em meio a diferentes setores. Estamos acreditando, inclusive, que possamos superar a estimativa inicial de 15 mil participantes”, projeta.