atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Confiança do setor sucroenergético deve aumentar em 2013

12/11/2012 Cana-de-Açúcar POR: DCI - Comércio, Indústria e Serviços
Os novos dados confirmam bom cenário para o próximo ano. Em sua 10ª rodada, o indicador ICFSS Reed Multiplus/Fundace registrou otimismo dos empresários em relação à economia brasileira.

O índice reflete a avaliação dos gestores em relação à conjuntura econômica atual e as expectativas em relação ao sistema agroindustrial da cana-de-açúcar, bem como ao setor de fornecedores e às próprias empresas.

Os indicadores da pesquisa variam no intervalo de 0,00 a 1,00, sendo que números acima de 0,50 pontos indicam empresários confiantes.

Composto por diversas variáveis, o índice é medido pelo Agrofea - Programa de Pesquisa em Agronegócio da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto da USP. Houve elevação de 0,02 pontos na apuração em relação à rodada anterior, de julho de 2012, e o índice da rodada de outubro chegou ao valor de 0,54.

Dentre as variáveis que subiram, um dos fatores mais abordados pelos entrevistados, foi o bom desempenho da safra 2012/2013, o que intensificou a moagem nas usinas, e o subsequente aumento do uso da capacidade instalada.

Na primeira quinzena de outubro, foi registrado um aumento significativo na moagem: 62,11%, comparado ao mesmo período de 2011.

A previsão da produção de cana para a safra 2012/2013 chega a mais de 631 milhões de toneladas. Segundo a consultoria Datagro, a produção de cana-de-açúcar apenas da Região Centro-Sul entre este ano e 2013 deve atingir 512,13 milhões de toneladas.

O número é superior aos 493 milhões de toneladas registradas na safra anterior para essa região. Já a produção de etanol para 2012/2013 foi estimada em 20,51 bilhões de litros. Para a produção de açúcar, os números devem chegar a 31,34 milhões de toneladas.

O açúcar exportado pelo Brasil para 2012/2013 deve atingir 22,25 milhões de toneladas, número inclusive maior do que os 21,43 milhões de toneladas registrados em 2011/2012.

O etanol exportado pode chegar a 1,75 bilhão de litros, número também maior do que aquele do período anterior que alcançou a 1,73 bilhão de litros.

Dentre outras variáveis positivas, destaca-se também a que avalia todo sistema agroindustrial sucroenergético, que se refere à cadeia de maneira geral, e que apresentou maior alta (0,06 pontos).

O indicador que mede as expectativas dos empresários fechou em 0,59 pontos, maior valor registrado desde abril de 2012, e 0,03 pontos acima da última rodada.