http://www.rossam.com.br/index.html
http://https://conferences.datagro.com/
http://www.ideaonline.com.br/conteudo/21-seminario-de-mecanizacao-e-producao-de-cana-de-acucar.html
http://site.orplana.com.br/pages/caminhos-da-cana-2017/
http://icminc.com/corporate/contact-us-corporate.html
http://www.fmcagricola.com.br/index.aspx
http://https://www.fenasucro.com.br/
http://www.forumabisolo.com/

A baixa presença feminina no setor sucroenergético será uma das discussões do VIII Encontro Cana Substantivo Feminino

Voltar

Cana-de-Açúcar

12/03/2019
  Compartilhe:

A pesquisa “Mulheres no Agronegócio” realizada pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Universidade de São Paulo (USP), aponta que a participação feminina no segmento é de 28%, na lavoura do café, ultrapassa 30%, mas no setor sucroenergético vem variando de 7,65% para 8,8% entre 2000 e 2016.
Em 2016, cerca de 70 mil mulheres atuavam na agroindústria canavieira, já a participação masculina ultrapassou 725 mil, ou seja, a presença feminina foi o equivalente a 8,1% do total.
“A experiência profissional que temos com as mulheres é muito positiva, queremos contratar mais profissionais do sexo feminino, mas percebemos que elas têm certo preconceito com o agronegócio, com a cana-de-açúcar, poucas se inscrevem para as vagas. Em algumas oportunidades para a área agrícola, para atuar no campo, muitas vezes não há nenhuma candidata mulher. Assim, fica difícil aumentar a presença feminina na empresa’, diz Jean Fabio Silva, Supervisor de Produção da Biosev, segundo maior grupo sucroenergético do mundo, que conta com 12% de mulheres em seu quadro de funcionários.
Mas quais as razões para a mulher ter preconceito com o agronegócio, não querer trabalhar no setor sucroenergético? Por que a cultura canavieira atrai tão pouco as mulheres? Quais as razões da alta presença feminina na cultura do café - que conta com associações só de produtoras e no Brasil já há nove núcleos da Aliança Internacional das Mulheres do Café (IWCA)?
Perguntas como estas serão levantadas durante o VIII Encontro Cana Substantivo Feminino, que acontece em 21 de março no Centro de Cana do IAC, em Ribeirão Preto, SP. Durante o evento, acontecerá a interação Café com Cana, uma troca de ideia entre mulheres que atuam nas duas culturas mais tradicionais do país.
Também serão debatidos temas como: A mecanização na lavoura – a influência no campo, na indústria, a evolução do processo, e a atuação feminina operando as máquinas; a visão das mulheres sobre tratos culturais para a obtenção de lavouras com alto desempenho, a adoção de boas práticas, de produtos especiais e tecnologia de ponta; a participação feminina na área de pesquisas e desenvolvimento com foco na produção agrícola; e ações e projetos que contribuem para a ascensão feminina aos cargos de liderança.
 
COMO SE INSCREVER NO VIII ENCONTRO CANA SUBSTANTIVO FEMININO
Para se inscrever no VIII Encontro Cana Substantivo Feminino, basta enviar um e-mail para luciana@canaonline.com.br  com nome, empresa, função e fone.
A inscrição é grátis (deve ser feita antecipadamente, vagas limitadas) e dá acesso aos debates, ao test-drive com máquinas agrícolas, com o caminhão com direção autônoma (inédito), ao café de boas-vindas, brunch, coquetel de confraternização e sacola oficial do evento recheada de mimos.
 
DOAÇÃO VOLUNTÁRIA
Como a inscrição é grátis e oferece um monte de coisas, que tal fazer uma boa ação? Doar R$ 50,00 que serão destinados integralmente ao Hospital de Amor (antigo Hospital de Câncer de Barretos) www.hcancerbarretos.com.br – e  a Acesa Capuava - www.acesacapuava.com.br - Associação Cultural Educacional Social e Assistencial Capuava – que atende pessoas com autismo.
Quem puder doar, basta complementar as informações do e-mail com nome completo, endereço completo ( com cep), CPF, dia para pagamento, que encaminharemos um boleto.
 
Serviço:
VIII Encontro Cana Substantivo Feminino
Data: 21 de março de 2019
Local: Centro de Cana do IAC – Ribeirão Preto/SP
Contato: (16) 3627-4502
Dúvidas e inscrições: luciana@canaonline.com.br
Programação completa: https://www.facebook.com/cana.substantivo.feminino/

Fonte: Canaonline

A baixa presença feminina no setor sucroenergético será uma das discussões do VIII Encontro Cana Substantivo Feminino

12/03/2019

A pesquisa “Mulheres no Agronegócio” realizada pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Universidade de São Paulo (USP), aponta que a participação feminina no segmento é de 28%, na lavoura do café, ultrapassa 30%, mas no setor sucroenergético vem variando de 7,65% para 8,8% entre 2000 e 2016.
Em 2016, cerca de 70 mil mulheres atuavam na agroindústria canavieira, já a participação masculina ultrapassou 725 mil, ou seja, a presença feminina foi o equivalente a 8,1% do total.
“A experiência profissional que temos com as mulheres é muito positiva, queremos contratar mais profissionais do sexo feminino, mas percebemos que elas têm certo preconceito com o agronegócio, com a cana-de-açúcar, poucas se inscrevem para as vagas. Em algumas oportunidades para a área agrícola, para atuar no campo, muitas vezes não há nenhuma candidata mulher. Assim, fica difícil aumentar a presença feminina na empresa’, diz Jean Fabio Silva, Supervisor de Produção da Biosev, segundo maior grupo sucroenergético do mundo, que conta com 12% de mulheres em seu quadro de funcionários.
Mas quais as razões para a mulher ter preconceito com o agronegócio, não querer trabalhar no setor sucroenergético? Por que a cultura canavieira atrai tão pouco as mulheres? Quais as razões da alta presença feminina na cultura do café - que conta com associações só de produtoras e no Brasil já há nove núcleos da Aliança Internacional das Mulheres do Café (IWCA)?
Perguntas como estas serão levantadas durante o VIII Encontro Cana Substantivo Feminino, que acontece em 21 de março no Centro de Cana do IAC, em Ribeirão Preto, SP. Durante o evento, acontecerá a interação Café com Cana, uma troca de ideia entre mulheres que atuam nas duas culturas mais tradicionais do país.
Também serão debatidos temas como: A mecanização na lavoura – a influência no campo, na indústria, a evolução do processo, e a atuação feminina operando as máquinas; a visão das mulheres sobre tratos culturais para a obtenção de lavouras com alto desempenho, a adoção de boas práticas, de produtos especiais e tecnologia de ponta; a participação feminina na área de pesquisas e desenvolvimento com foco na produção agrícola; e ações e projetos que contribuem para a ascensão feminina aos cargos de liderança.
 
COMO SE INSCREVER NO VIII ENCONTRO CANA SUBSTANTIVO FEMININO
Para se inscrever no VIII Encontro Cana Substantivo Feminino, basta enviar um e-mail para luciana@canaonline.com.br  com nome, empresa, função e fone.
A inscrição é grátis (deve ser feita antecipadamente, vagas limitadas) e dá acesso aos debates, ao test-drive com máquinas agrícolas, com o caminhão com direção autônoma (inédito), ao café de boas-vindas, brunch, coquetel de confraternização e sacola oficial do evento recheada de mimos.
 
DOAÇÃO VOLUNTÁRIA
Como a inscrição é grátis e oferece um monte de coisas, que tal fazer uma boa ação? Doar R$ 50,00 que serão destinados integralmente ao Hospital de Amor (antigo Hospital de Câncer de Barretos) www.hcancerbarretos.com.br – e  a Acesa Capuava - www.acesacapuava.com.br - Associação Cultural Educacional Social e Assistencial Capuava – que atende pessoas com autismo.
Quem puder doar, basta complementar as informações do e-mail com nome completo, endereço completo ( com cep), CPF, dia para pagamento, que encaminharemos um boleto.
 
Serviço:
VIII Encontro Cana Substantivo Feminino
Data: 21 de março de 2019
Local: Centro de Cana do IAC – Ribeirão Preto/SP
Contato: (16) 3627-4502
Dúvidas e inscrições: luciana@canaonline.com.br
Programação completa: https://www.facebook.com/cana.substantivo.feminino/