http://www.orplana.com.br/pages/caminhos-da-cana-2017/
http://www.fmcagricola.com.br/index.aspx
http://conferences.datagro.com/eventos/santanderisodatagro/
http://www.rossam.com.br/
http://bit.ly/2C9S3Bp

Brasil se destaca no setor pelo uso de biocombustíveis

Voltar

Combustível

23/01/2019
  Compartilhe:

Pioneiro mundial no uso de biocombustíveis, o Brasil alcançou uma posição almejada por diversos países no setor, por desenvolver através de fontes renováveis, em detrimento as alternativas estratégicas ao uso petróleo. Atualmente, cerca de 45% da energia e 18% dos combustíveis consumidos no País são de origem sustentável. Contribuindo, assim, de forma significativa para a redução da emissão de gases ao efeito estufa.
 
Biocombustíveis são derivados de biomassa, capazes de substituir, de forma parcial ou integral, combustíveis derivados de petróleo e gás natural em motores a combustão ou em outro tipo de geração de energia. Os principais biocombustíveis utilizados no Brasil são o etanol, oriundo da cana-de-açúcar, e o biodiesel, produzido a partir de óleos vegetais ou de gorduras animais e adicionado ao diesel de petróleo em proporções variáveis.
 
Com a implementação do RenovaBio, o Brasil fortificou o seu desenvolvimento na adoção de políticas sustentáveis nos setores de óleo e gás. A lei tem como objetivo traçar um plano estratégico que eleve o papel dos biocombustíveis no setor e reforce o comprometimento do País com fontes de energia limpa.
 
Em levantamento feito pela Agência Internacional para as Energias Renováveis (Irena) em 2017, o Brasil foi um dos países que mais gerou empregos na indústria de biocombustíveis no mundo. O setor do etanol vem sendo o que mais contrata, seguido do biodiesel e da área de máquinas e equipamentos. Os profissionais da área são requisitados nos seguintes segmentos: produção agrícola energética, área química, logística, vendas, manutenção de equipamentos e controle de qualidade.

Fonte: Panorama Offshore

Brasil se destaca no setor pelo uso de biocombustíveis

23/01/2019

Pioneiro mundial no uso de biocombustíveis, o Brasil alcançou uma posição almejada por diversos países no setor, por desenvolver através de fontes renováveis, em detrimento as alternativas estratégicas ao uso petróleo. Atualmente, cerca de 45% da energia e 18% dos combustíveis consumidos no País são de origem sustentável. Contribuindo, assim, de forma significativa para a redução da emissão de gases ao efeito estufa.
 
Biocombustíveis são derivados de biomassa, capazes de substituir, de forma parcial ou integral, combustíveis derivados de petróleo e gás natural em motores a combustão ou em outro tipo de geração de energia. Os principais biocombustíveis utilizados no Brasil são o etanol, oriundo da cana-de-açúcar, e o biodiesel, produzido a partir de óleos vegetais ou de gorduras animais e adicionado ao diesel de petróleo em proporções variáveis.
 
Com a implementação do RenovaBio, o Brasil fortificou o seu desenvolvimento na adoção de políticas sustentáveis nos setores de óleo e gás. A lei tem como objetivo traçar um plano estratégico que eleve o papel dos biocombustíveis no setor e reforce o comprometimento do País com fontes de energia limpa.
 
Em levantamento feito pela Agência Internacional para as Energias Renováveis (Irena) em 2017, o Brasil foi um dos países que mais gerou empregos na indústria de biocombustíveis no mundo. O setor do etanol vem sendo o que mais contrata, seguido do biodiesel e da área de máquinas e equipamentos. Os profissionais da área são requisitados nos seguintes segmentos: produção agrícola energética, área química, logística, vendas, manutenção de equipamentos e controle de qualidade.