atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Contratos futuros do açúcar encerram a semana sem tendência definida

01/04/2019 Açúcar POR: UDOP
Na sexta-feira (29) os contratos futuros do açúcar fecharam sem tendência definida nas bolsas internacionais. Em Nova York, o lote para maio/19 ficou estável em 12.53 centavos de dólar por libra-peso. Na tela para julho/19 os papéis ficaram em 12.65 centavos de dólar por libra-peso, alta de 2 pontos. Os outros vencimentos subiram entre 3 e 8 pontos.
 
"O estreitamento do spread maio/julho é uma indicação de que os participantes do mercado futuro negociado em NY começam a se preocupar com a disponibilidade de açúcar nesse início de moagem. O spread fechou a semana negociando a 10 pontos. Usinas que estavam com fixações de preço pendentes para os açúcares negociados no mercado físico com vencimento contra o contrato de maio, decidiram corretamente rolaras fixações para o vencimento julho, assim ganhando 60 dias adicionais na esperança de conseguirem melhores preços. Uma decisão acertada, no nosso entendimento, a um custo próximo dos 5% ao ano", explica o diretor da Archer Consulting, Arnaldo Luiz Corrêa.
 
Em Londres os contratos para maio/19 fecharam em US$ 324,80 a tonelada, queda de 1,80 dólar. O vencimento futuro para agosto/19 fechou em US$ 335,10 a tonelada, recuo de 1,60 dólar. Os outros contratos fecharam mistos.
 
São Paulo
 
Na sexta-feira, o indicador diário Cepea/Esalq para açúcar cristal fechou em R$ 68,84 a saca de 50 kg, alta de 0,82% comparado ao dia anterior. No acumulado do mês de março o indicador valorizou 4,18%.