atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Copercana, Canaoeste e Sicoob Cocred participam do 1º Café com fornecedores da Viralcool

24/08/2012 Noticias do Sistema POR: Revista Canavieiros - Ed73 - julho de 2012
Fernanda Clariano

Nos dias 5 e 6 de julho, foi realizado na sede social Eduardo Tonielo em Viradouro, o 1º Café com Fornecedores da Usina Viralcool. O evento teve a finalidade de aproximar e informar os fornecedores de matéria-prima sobre as tendências e as exigências sociais dentro do setor e para isso contou com um ciclo de palestras sobre as Perspectivas para a safra 2012/2013, Responsabilidade Social – Sustentabilidade e Compromisso Nacional.
Palestraram durante o encontro o presidente da Canaoeste e diretor da Copercana, Manoel Carlos de Azevedo Ortolan, a gerente de Responsabilidade Social Corporativa da Unica - União da Indústria de Cana-de-Açúcar, Maria Luiza Barbosa e também a assessora para Assuntos Trabalhistas da Unica, Elimara Ap. Assad Sallum.
Na abertura do encontro, o presidente da Copercana e Sicoob Cocred e diretor do Grupo Toniello, Antonio Eduardo Tonielo, falou sobre a importância da qualidade, da responsabilidade e da questão ambiental, tanto para a indústria quanto para os fornecedores. “Hoje, não se consegue fazer mais nada, nem exportar se não tivermos responsabilidade ambiental e qualificação. Precisamos nos adequar inclusive para participar do mercado interno, pois as exigências estão aí e devemos nos preparar com muita segurança, buscando sempre a excelência porque o nosso patrimônio está em jogo. Tanto os fornecedores de cana, quanto os fornecedores de equipamentos, precisam se enquadrar para que a gente possa trazer isso em benefícios não só para a indústria, mas também para o nosso produtor. E sabemos que, quando a indústria é beneficiada, automaticamente a gente consegue transferir para o produtor”, afirmou Tonielo.
 
Participantes do encontro falaram da experiência em poder adquirir informações sobre o setor. “Parabenizo os idealizadores pela iniciativa do encontro e pela qualidade do que nos foi apresentado por que embora um encontro rápido, foi rico e preciso nas informações, o que considero essenciais para quem está dentro do negócio da cana-de-açúcar. Este encontro nos ajudou a ter uma visibilidade melhor de como serão as coisas daqui para frente e do que está acontecendo no cenário nacional. E o que mais me chamou a atenção foram às evidências de todos os assuntos levantados, que são as tendências rompendo com muitas coisas tradicionais que a gente tinha como certo”, afirmou o engenheiro agrônomo e presidente da José Salomão Gibran Agropecuária S/A, Junior Gibran.
 
“Achei muito interessante, os palestrantes abordaram temas de extrema importância. Parte do que foi falado são projetos que em breve serão reais, por isso temos que estar conscientes de que essas coisas fazem parte do nosso dia a dia e que precisamos nos adequar”, disse o fornecedor de cana, Antônio Luiz Tocalino Valter Porto.

Nos dias 5 e 6 de julho, foi realizado na sede social Eduardo Tonielo em Viradouro, o 1º Café com Fornecedores da Usina Viralcool. O evento teve a finalidade de aproximar e informar os fornecedores de matéria-prima sobre as tendências e as exigências sociais dentro do setor e para isso contou com um ciclo de palestras sobre as Perspectivas para a safra 2012/2013, Responsabilidade Social – Sustentabilidade e Compromisso Nacional.
Palestraram durante o encontro o presidente da Canaoeste e diretor da Copercana, Manoel Carlos de Azevedo Ortolan, a gerente de Responsabilidade Social Corporativa da Unica - União da Indústria de Cana-de-Açúcar, Maria Luiza Barbosa e também a assessora para Assuntos Trabalhistas da Unica, Elimara Ap. Assad Sallum.
Na abertura do encontro, o presidente da Copercana e Sicoob Cocred e diretor do Grupo Toniello, Antonio Eduardo Tonielo, falou sobre a importância da qualidade, da responsabilidade e da questão ambiental, tanto para a indústria quanto para os fornecedores. “Hoje, não se consegue fazer mais nada, nem exportar se não tivermos responsabilidade ambiental e qualificação. Precisamos nos adequar inclusive para participar do mercado interno, pois as exigências estão aí e devemos nos preparar com muita segurança, buscando sempre a excelência porque o nosso patrimônio está em jogo. Tanto os fornecedores de cana, quanto os fornecedores de equipamentos, precisam se enquadrar para que a gente possa trazer isso em benefícios não só para a indústria, mas também para o nosso produtor. E sabemos que, quando a indústria é beneficiada, automaticamente a gente consegue transferir para o produtor”, afirmou Tonielo.
 
Participantes do encontro falaram da experiência em poder adquirir informações sobre o setor. “Parabenizo os idealizadores pela iniciativa do encontro e pela qualidade do que nos foi apresentado por que embora um encontro rápido, foi rico e preciso nas informações, o que considero essenciais para quem está dentro do negócio da cana-de-açúcar. Este encontro nos ajudou a ter uma visibilidade melhor de como serão as coisas daqui para frente e do que está acontecendo no cenário nacional. E o que mais me chamou a atenção foram às evidências de todos os assuntos levantados, que são as tendências rompendo com muitas coisas tradicionais que a gente tinha como certo”, afirmou o engenheiro agrônomo e presidente da José Salomão Gibran Agropecuária S/A, Junior Gibran.
 
“Achei muito interessante, os palestrantes abordaram temas de extrema importância. Parte do que foi falado são projetos que em breve serão reais, por isso temos que estar conscientes de que essas coisas fazem parte do nosso dia a dia e que precisamos nos adequar”, disse o fornecedor de cana, Antônio Luiz Tocalino Valter Porto.