atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Copercana mostra zelo com o seu time

28/04/2020 Noticias do Sistema POR: Marino Guerra

Assim como é impossível uma colmeia perdurar sem a presença das abelhas, não há sentido a existência da Copercana sem seus cooperados, clientes e colaboradores

Desde a concretização da chegada do coronavírus ao Brasil, a Copercana se movimentou no sentido de tomar as atitudes preventivas no momento certo e, para isso, o seu primeiro passo foi a formatação de um comitê interno, formado pela diretoria executiva, uma comissão multigerencial e a consultoria de profissionais especializados na área da saúde.

Esse grupo, que passou a se reunir diariamente, pautou as suas decisões baseadas em decretos dos três poderes e nas recomendações dos órgãos técnicos competentes no assunto, tanto internacionais (Organização Mundial da Saúde), como nacionais (ministérios e secretarias da saúde, abastecimento, indústria e comércio, economia e agropecuária).

Com o início dos trabalhos, o comitê decidiu adotar como estratégia um tripé de atuação, sempre tendo como prioridade manter o abastecimento, mas focado na preservação da saúde de seus colaboradores, cooperados e clientes das operações de varejo.

Sobre os profissionais, a empresa adotou todas as medidas cabíveis, afastando ou colocando em home office aqueles que pertencem ao denominado grupo de risco, criando um sistema de revezamento entre os que continuaram a trabalhar presencialmente, limitando a circulação de pessoas em suas lojas e fornecendo EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) e álcool em gel em todas as suas áreas comuns.

Para atender o cooperado, o corpo técnico da cooperativa deu prioridade ao trabalho via telefone ou internet. Contudo, serviços de assistência (acompanhamento de operações, regulagem de máquina e consulta em campo, entre outros), quando não foram possíveis serem feitos de modo remoto, continuaram de maneira presencial.

Quanto à distribuição, a Copercana manteve o mesmo dinamismo, porém cuidados no manuseio foram adotados, até porque com a essencialidade das atividades agropecuárias para a sociedade, fazer com que os produtos cheguem até a fazenda na hora certa está no DNA da cooperativa, o que ela considera como um serviço inadiável.

Ainda no campo dos insumos, pelo fato da cooperativa ter uma infraestrutura diferenciada de depósito, foi possível atender grande parte de seus cooperados no sentido de suprir suas necessidades de insumos com os preços ainda fixados no dólar pré-disparada do coronavírus, o que foi fundamental, principalmente observando a época de plantio de cana.

Outra operação que a cooperativa tomou as medidas cabíveis de resguardo, mas não havia como diminuir sua intensidade de trabalho, foi no recebimento tanto da colheita do amendoim como da soja cultivados pelos cooperados no último verão.

Cooperados, colaboradores e clientes - o tripé que forma a Copercana (Imagens de arquivo)

Aliás, tendo em vista o contraponto entre a abrupta freada da atividade econômica na maioria dos setores e a belíssima safra em termos de produtividade e qualidade - aliada aos preços generosos resultantes da combinação de manutenção da demanda internacional, pela produção prejudicada nos principais concorrentes mundiais e câmbio favorável -, essa será um dos fatores de maior arrecadação de receita não só dos cooperados e da cooperativa, mas de toda a região de abrangência nesse fatídico ano de 2020.

O terceiro pilar de atenção foi com os clientes das operações de varejo. Para eles, o primeiro esforço foi em que nada falte, principalmente em se tratando dos itens de maior saída dos supermercados e também rações e vacinas para os animais, comercializadas nas Lojas de Ferragens.

Outro ponto que demandou muito esforço foi manter os preços equilibrados e o que contou muito na hora da negociação foi a solidez financeira que a cooperativa tem perante os seus fornecedores.

Com o prolongamento ou encaminhamento para o final da crise (o futuro ninguém sabe), o fato é que a Copercana estará pronta e atenta para, mais uma vez, estar ao lado das pessoas, pois são elas que a compõe, até que dias melhores voltem a reinar.