atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Covid-19: Sicoob Cocred doa 5 mil cestas básicas e prorroga parcelas de crédito por 90 dias

04/05/2020 Noticias do Sistema POR: Assessoria Sicoob Cocred

O diretor do Fundo Social de Solidariedade de Sertãozinho, Marcos Favaretto, recebe as cestas básicas doadas dos gerentes da Sicoob Cocred Arlindo de Almeida e Danilo Pupulin

Cooperativa doa 120 toneladas de alimentos às famílias em situação de vulnerabilidade social nas 27 cidades onde atua e adia parcelas de financiamentos e empréstimos.

Com a chegada da Covid-19 ao Brasil e o número de infectados crescendo dia após dia, a Sicoob Cocred não poderia ficar indiferente às dificuldades econômicas enfrentadas pela maioria da população e ao sofrimento das comunidades mais vulneráveis neste momento de pandemia.

Essa não é a primeira crise vivenciada pela Cocred ao longo dos seus 50 anos de história e, pela experiência obtida até agora, a cooperativa tem certeza de que é nos momentos de fragilidade que o espírito cooperativista de unir esforços por um objetivo comum faz toda a diferença.

Baseada pelo sétimo princípio do cooperativismo, que é o “interesse pela comunidade”, a Sicoob Cocred decidiu doar 120 toneladas de alimentos, na forma de 5 mil cestas básicas, às  famílias em dificuldade financeira e que já viviam em situação de risco, antes mesmo do novo coronavírus.

Os kits serão entregues aos Fundos Sociais de Solidariedade e às secretarias de Assistência Social dos 27 municípios onde a cooperativa está presente, que ficarão responsáveis por distribuir os alimentos aos moradores necessitados, conforme cadastros pré-existentes.

“Nesse momento delicado, não podemos dar as mãos, mas devemos unir atitudes para superar a crise. É nisso que a gente acredita. Estamos empenhados, cientes de que vamos ultrapassar mais essa fase”, diz o diretor administrativo e financeiro da Cocred, Cláudio Rodrigues.

Cláudio Rodrigues, diretor administrativo e financeiro: “Nesse momento delicado, não podemos dar as mãos, mas devemos unir atitudes para superar a crise”

A cooperativa também doou um respirador à Santa Casa de Sertãozinho, cidade sede da Cocred. Esse aparelho é fundamental em casos de agravamento do novo coronavírus, já que pelo menos 5% dos pacientes acabam precisando de respiração assistida durante o tratamento.

Adotar essas medidas só foi possível graças à solidez da Cocred, que encerrou 2019 com ativos na ordem de R$ 4 bilhões, crescimento de 22% em relação a 2018. Entre as 884 cooperativas financeiras do país, apenas três possuem ativos nesta proporção e a Cocred é uma delas.

Ainda em 2019, a cooperativa registrou evolução de 52% no seu patrimônio líquido, que agora soma R$ 746 milhões, o que representa segurança e estabilidade para suportar momentos de crise, e o mais importante: a possibilidade de auxiliar as comunidades onde está inserida.

O crescimento de 22% da carteira de crédito da Cocred, que já alcança o total de R$ 2,7 bilhões, também significa a injeção de R$ 500 milhões em crédito aos 41 mil cooperados e, por consequência, investimentos na economia regional e no desenvolvimento social.

A expressiva evolução de 32% nos depósitos e nas Letras de Crédito do Agronegócio (LCAs), que atingiram a marca de R$ 2,5 bilhões, demonstra ainda que mais pessoas acreditam no ideal da Cocred de trabalhar por um mundo social e financeiramente mais justo e igualitário.

Todas essas evoluções levaram a Cocred a atingir um resultado geral de R$ 63,8 milhões no ano passado, comprovando que a cooperativa possui gestão responsável e estruturas resistentes às mudanças, independente do cenário político ou econômico.

Em períodos de crise, as instituições financeiras convencionais tendem a se recolher e reduzir as exposições a risco, freando as liberações de crédito aos correntistas que, muitas vezes, ficam desassistidos. É neste cenário que as cooperativas de crédito mais se destacam.

Por isso, enquanto a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) orientou os filiados a prorrogarem por 60 dias os vencimentos das dívidas dos clientes, a Sicoob Cocred, pensando no melhor aos cooperados, decidiu postergá-las por 90 dias.

A medida é válida para contratos sem atrasos, nas principais linhas de empréstimos e financiamentos, com vencimento entre 30 de março e 28 de junho. Ao todo, R$ 60 milhões em créditos foram postergados, atingindo 5 mil cooperados dos mais diversos segmentos.

O diretor de Negócios da Cocred, Gabriel Jorge Pascon, diz que a prorrogação das parcelas das operações de financiamentos e empréstimos é uma forma de atenuar a ausência de geração de caixa imposta aos cooperados em função da pandemia.

Gabriel Jorge Pascom, diretor de Negócios: “Estamos sensíveis ás dificuldades enfrentadas por quase todos os brasileiros e trabalhando incessantemente para disponibilizarmos alternativas que possam amenizar os efeitos negativos do coronavírus no orçamento e na renda”

“Estamos sensíveis às dificuldades enfrentadas por quase todos os brasileiros e trabalhando incessantemente para disponibilizarmos alternativas que possam amenizar os efeitos negativos do coronavírus no orçamento e na renda, demonstrando nosso apoio aos cooperados e, principalmente, às suas famílias”, afirma.

Outro benefício oferecido aos cooperados é a possibilidade de resgatar os pontos do cartão de crédito Sicoobcard até 30 de junho, com bônus promocional de 50%. O valor é recebido até um dia útil após o resgate, abate o saldo devedor da fatura e libera o limite disponível do cartão.

Todas essas ações integram a campanha “Vamos juntos superar!”, que também incentiva a utilização do aplicativo para movimentação de conta, pagamento de boletos, entre outras funcionalidades, sem a necessidade de ir à agência, respeitando a medida de isolamento.

Com tudo isso, a Cocred busca estar cada vez mais próxima dos cooperados e, neste momento, contribuir com a saúde física e financeira de cada um deles. Afinal, ser cooperativista é trabalhar pelo todo, acreditando que ninguém perde quando todo mundo ganha.

A Cocred nunca deixa de empreender, inovar, apostar nos cooperados e se preocupar com a comunidade, mesmo em períodos de crise, e é isso que a tornou uma cooperativa financeira sólida, confiável e cinquentenária, uma das poucas a atingir essa marca no país.

“Em 50 anos, já vivenciamos diversos contextos, mas continuamos crescendo com solidez e responsabilidade, sempre valorizando o cooperado e buscando contribuir para a construção de uma sociedade melhor”, diz o presidente do Conselho de Administração da Cocred, Giovanni Bartoletti Rossanez.

Giovanni Bartoletti Rossanez, presidente do Conselho de Adminsitração: “Em 50 anos, já vivenciamos diversos contextos, mas continuamos crescendo com solidez e responsabilidade, sempre valorizando o cooperado”