atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

CTC fecha parceria com empresa americana de biotecnologia

14/07/2014 Cana-de-Açúcar POR: Noticia retirada do site Brasilagro
O Centro de Tecnologia Canavieira (CTC) e a companhia americana de biotecnologia agrícola Benson Hill Biosystems, anunciam nesta sexta-feira a criação de uma parceria para desenvolver e comercializar traits (características) de cana-de-açúcar - características para aumentar a produtividade dos canaviais brasileiros. A joint venture visa desenvolver a “tradução” da tecnologia da Benson Hill, que está alocada na plataforma modelo da Companhia, chamada Setaria viridis, para as variedades de cana-de-açúcar comerciais do CTC, gerando dessa forma produtos ainda mais adaptados às demandas do setor.
- O aumento de produtividade das culturas, melhorando a fotossíntese das variedades tem o potencial de alterar significativamente o mercado sucroenergético brasileiro - disse William Burnquist, diretor de Melhoramento do CTC.
Ainda segundo ele, “o foco e a capacidade de descoberta e desenvolvimento de traits de fotossíntese da Benson Hill os torna o parceiro ideal nesta categoria. Estamos muito satisfeitos por trabalhar juntos e olhar para frente incorporando essas tecnologias promissoras em nosso pipeline”.
A cana-de-açúcar é cultivada em mais de nove milhões de hectares no Brasil, com um ciclo de cultivo de cinco anos produzindo mais de 400 toneladas de biomassa por hectare. Apesar de sua importância econômica para o setor de bioenergia e para a produção mundial de açúcar, aumentar o rendimento da cultura ainda é um desafio. Uma das mais modernas tecnologias apontadas pelo mercado é a aplicação da biotecnologia, solução já adotada com sucesso em diversas outras culturas.
- O CTC tem um histórico de fornecer aos produtores variedades de maior rendimento, e essa relação nos oferece um canal ideal para o maior mercado de cana no mundo - disse Matthew Crisp, presidente e CEO da Benson Hill Biosystems.
Para ele, “esta organização tem a visão de aptidão, compromisso e zelo para inovações de alavancagem a partir de pequenas empresas como a Benson Hill para agregar valor e aumentar a sustentabilidade do negócio de seus clientes. Estamos ansiosos para uma parceria produtiva e de longo prazo”.
O Centro de Tecnologia Canavieira (CTC) e a companhia americana de biotecnologia agrícola Benson Hill Biosystems, anunciam nesta sexta-feira a criação de uma parceria para desenvolver e comercializar traits (características) de cana-de-açúcar - características para aumentar a produtividade dos canaviais brasileiros. A joint venture visa desenvolver a “tradução” da tecnologia da Benson Hill, que está alocada na plataforma modelo da Companhia, chamada Setaria viridis, para as variedades de cana-de-açúcar comerciais do CTC, gerando dessa forma produtos ainda mais adaptados às demandas do setor.
- O aumento de produtividade das culturas, melhorando a fotossíntese das variedades tem o potencial de alterar significativamente o mercado sucroenergético brasileiro - disse William Burnquist, diretor de Melhoramento do CTC.
Ainda segundo ele, “o foco e a capacidade de descoberta e desenvolvimento de traits de fotossíntese da Benson Hill os torna o parceiro ideal nesta categoria. Estamos muito satisfeitos por trabalhar juntos e olhar para frente incorporando essas tecnologias promissoras em nosso pipeline”.
A cana-de-açúcar é cultivada em mais de nove milhões de hectares no Brasil, com um ciclo de cultivo de cinco anos produzindo mais de 400 toneladas de biomassa por hectare. Apesar de sua importância econômica para o setor de bioenergia e para a produção mundial de açúcar, aumentar o rendimento da cultura ainda é um desafio. Uma das mais modernas tecnologias apontadas pelo mercado é a aplicação da biotecnologia, solução já adotada com sucesso em diversas outras culturas.
- O CTC tem um histórico de fornecer aos produtores variedades de maior rendimento, e essa relação nos oferece um canal ideal para o maior mercado de cana no mundo - disse Matthew Crisp, presidente e CEO da Benson Hill Biosystems.
Para ele, “esta organização tem a visão de aptidão, compromisso e zelo para inovações de alavancagem a partir de pequenas empresas como a Benson Hill para agregar valor e aumentar a sustentabilidade do negócio de seus clientes. Estamos ansiosos para uma parceria produtiva e de longo prazo”.