atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Exportações sucroalcooleiras despencam

10/09/2014 Cana-de-Açúcar POR: Valor Econômico
As exportações do agronegócio renderam US$ 67 bilhões no acumulado de janeiro a agosto deste ano. O montante representa uma queda de 2,1% em relação aos US$ 69 bilhões de igual intervalo de 2013. Em agosto, as exportações do agronegócio recuaram 12,5% na comparação com o mesmo mês do ano passado, para US$ 8,89 bilhões.
O segmento sucroalcooleiro foi o principal responsável pela retração, conforme dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex/ MDIC) compilados pelo Ministério da Agricultura. Os embarques desse segmento acumularam US$ 6,5 bilhões, queda de 28%, ante os US$ 9,1 bilhões de janeiro a agosto de 2013.
O superávit da balança do agronegócio foi de US$ 56,3 bilhões de janeiro a agosto, 2,4% menor que os US$ 57,7 bilhões nos primeiros oito meses de 2013.
As exportações do complexo soja foram destaque nos oito meses deste ano e alcançaram US$ 27,25 bilhões, 9,5% acima do realizado em igual intervalo de 2013. A soja em grãos foi o principal produto exportado pelo segmento. Os embarques somaram 41,97 milhões de toneladas, um incremento de 13% na mesma comparação.
Em segundo lugar veio o segmento de carnes (bovina, suína e de frango), que exportou US$ 11,34 bilhões nos primeiros oito meses deste ano, representando 16,8% nas exportações do agronegócio. Os embarques de carne bovina cresceram 9% em volume e o preço médio aumentou 3,5%, resultando em exportações de US$ 4,71 bilhões, 12,7% de aumento.
As exportações de café subiram de janeiro a agosto 14,8% ante igual período de 2013 e atingiram US$ 4,06 bilhões. Na mesma comparação, as exportações de produtos florestais ou papel, celulose e madeira cresceram 2,9% - as vendas de papel e celulose chegaram a US$ 4,81 bilhões e as exportações de madeira alcançaram US$ 1,73 bilhão.
Nos últimos 12 meses até agosto, as exportações do agronegócio alcançaram US$ 98,54 bilhões - entre setembro de 2013 e agosto de 2014. Dentre os principais produtos, os itens de origem animal participaram com 23% do total exportado no período (US$ 22,63 bilhões) e os produtos de origem vegetal foram a maior parte das exportações do agronegócio (77%).
As exportações do agronegócio renderam US$ 67 bilhões no acumulado de janeiro a agosto deste ano. O montante representa uma queda de 2,1% em relação aos US$ 69 bilhões de igual intervalo de 2013. Em agosto, as exportações do agronegócio recuaram 12,5% na comparação com o mesmo mês do ano passado, para US$ 8,89 bilhões.
O segmento sucroalcooleiro foi o principal responsável pela retração, conforme dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex/ MDIC) compilados pelo Ministério da Agricultura. Os embarques desse segmento acumularam US$ 6,5 bilhões, queda de 28%, ante os US$ 9,1 bilhões de janeiro a agosto de 2013.
O superávit da balança do agronegócio foi de US$ 56,3 bilhões de janeiro a agosto, 2,4% menor que os US$ 57,7 bilhões nos primeiros oito meses de 2013.
As exportações do complexo soja foram destaque nos oito meses deste ano e alcançaram US$ 27,25 bilhões, 9,5% acima do realizado em igual intervalo de 2013. A soja em grãos foi o principal produto exportado pelo segmento. Os embarques somaram 41,97 milhões de toneladas, um incremento de 13% na mesma comparação.
Em segundo lugar veio o segmento de carnes (bovina, suína e de frango), que exportou US$ 11,34 bilhões nos primeiros oito meses deste ano, representando 16,8% nas exportações do agronegócio. Os embarques de carne bovina cresceram 9% em volume e o preço médio aumentou 3,5%, resultando em exportações de US$ 4,71 bilhões, 12,7% de aumento.
As exportações de café subiram de janeiro a agosto 14,8% ante igual período de 2013 e atingiram US$ 4,06 bilhões. Na mesma comparação, as exportações de produtos florestais ou papel, celulose e madeira cresceram 2,9% - as vendas de papel e celulose chegaram a US$ 4,81 bilhões e as exportações de madeira alcançaram US$ 1,73 bilhão.
Nos últimos 12 meses até agosto, as exportações do agronegócio alcançaram US$ 98,54 bilhões - entre setembro de 2013 e agosto de 2014. Dentre os principais produtos, os itens de origem animal participaram com 23% do total exportado no período (US$ 22,63 bilhões) e os produtos de origem vegetal foram a maior parte das exportações do agronegócio (77%).