atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Geladeiroteca marca presença na 12ª Feira do Livro de Sertãozinho

13/10/2014 Noticias do Sistema
Por: Fernanda Clariano

Promovida pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação e Cultura e do Departamento de Cultura e Turismo, a 12ª edição da Feira do Livro de Sertãozinho, aconteceu entre os dias 02 e 05 de setembro na praça XXI de Abril e contou com a participação de um público expressivo durante todos os dias da Feira.
Na abertura estiveram presentes: o prefeito, José Alberto Gimenez, o vice-prefeito, Valter Almussa, o presidente da Câmara Municipal, Rogério Magrini, o diretor do Departamento de Cultura e Turismo, João André da Rocha, o Secretário municipal de Educação e Cultura e anfitrião da Feira, Alexandre Salomão Bitar, a coordenadora do Projeto Sol do Saber, Amália Seron, vereadores, professores e a população.
Além de muitos livros, palestras, oficinas e bate-papos, um dos destaques da Feira foi à participação ilustre do patrono dessa edição, Rolando Boldrin, que na oportunidade recebeu o Título de Cidadão Sertanezino.
O escritor local homenageado, membro da Academia Sertanezina de Letras, Gilberto Antônio Marques Bellini, também se fez presente juntamente com 18 famílias da cidade que receberam homenagens por terem contribuído com a questão família-escola. Dentre as homenageadas, a família Ortolan, que teve como representante o presidente da Canaoeste, Manoel Ortolan, e sua esposa Sandra Mara Bernardi Ortolan. 
O patrono da feira, Rolando Boldrin, falou com emoção sobre a sua participação como patrono. “É difícil expressar a alegria que estou sentindo. Trabalho com a emoção, gosto de trabalhar com o sentimento e me encontrar aqui na frente desse público e ter essa honraria que é ser patrono de uma festa tão bonita, de uma feira tão importante, é realmente motivo de muita alegria e muita emoção. Eu agradeço muito por lembrarem-se do meu nome”, disse o patrono.
Manoel Ortolan, ressaltou a satisfação pela homenagem recebida. “É uma alegria poder ter o nome da família homenageado na Feira do Livro, mas o grande mérito é da Sandra, minha esposa, que sempre trabalhou como educadora, fazendo uma carreira muito bonita por toda a região onde foi professora, auxiliar de diretora, diretora e trabalhou também como delegada de ensino. Eu acredito que, o que a gente tem de mais digno para se deixar, é o nome da família por tudo o que ela proporcionou pela comunidade, enfim, pelas coisas boas que fez pelo próximo”, afirmou Ortolan, que também destacou a participação da Geladeiroteca, projeto mantido pela biblioteca “General Alvaro Tavares do Carmo”, em mais uma edição da Feira. “Este é o segundo ano em que a Geladeiroteca se faz presente na Feira do Livro de Sertãozinho. É uma satisfação ver que esse trabalho vem dando resultados, e que este projeto vem se destacando e se fazendo presente em eventos. A Geladeiroteca esteve na Feira do Livro de Ribeirão Preto, recebeu destaque na imprensa através de vários veículos de comunicação, marcou presença na 22ª edição da Fenasucro e agora volta à Feira do Livro de Sertãozinho, com a parceria do Lions Clube da cidade. É muito interessante que a população tem prestigiado o projeto, levando livros para casa e, na medida do possível, tem doado e essa liberdade de poder escolher um livro e levá-lo para casa sem burocracia, aumenta a satisfação do pessoal em ler e buscar algo novo. Para nós, é motivo de alegria ver que o trabalho do Haroldo Luís Beraldo, que o bibliotecário da Canaoeste e idealizador do projeto, está dando bons resultados e, com isso, vamos ocupando o nosso espaço e quem sabe possamos espalhar ainda muitas geladeiras por aí”, destacou Ortolan.
Promovida pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação e Cultura e do Departamento de Cultura e Turismo, a 12ª edição da Feira do Livro de Sertãozinho, aconteceu entre os dias 02 e 05 de setembro na praça XXI de Abril e contou com a participação de um público expressivo durante todos os dias da Feira.
Na abertura estiveram presentes: o prefeito, José Alberto Gimenez, o vice-prefeito, Valter Almussa, o presidente da Câmara Municipal, Rogério Magrini, o diretor do Departamento de Cultura e Turismo, João André da Rocha, o Secretário municipal de Educação e Cultura e anfitrião da Feira, Alexandre Salomão Bitar, a coordenadora do Projeto Sol do Saber, Amália Seron, vereadores, professores e a população.
Além de muitos livros, palestras, oficinas e bate-papos, um dos destaques da Feira foi à participação ilustre do patrono dessa edição, Rolando Boldrin, que na oportunidade recebeu o Título de Cidadão Sertanezino.
O escritor local homenageado, membro da Academia Sertanezina de Letras, Gilberto Antônio Marques Bellini, também se fez presente juntamente com 18 famílias da cidade que receberam homenagens por terem contribuído com a questão família-escola. Dentre as homenageadas, a família Ortolan, que teve como representante o presidente da Canaoeste, Manoel Ortolan, e sua esposa Sandra Mara Bernardi Ortolan. 
O patrono da feira, Rolando Boldrin, falou com emoção sobre a sua participação como patrono. “É difícil expressar a alegria que estou sentindo. Trabalho com a emoção, gosto de trabalhar com o sentimento e me encontrar aqui na frente desse público e ter essa honraria que é ser patrono de uma festa tão bonita, de uma feira tão importante, é realmente motivo de muita alegria e muita emoção. Eu agradeço muito por lembrarem-se do meu nome”, disse o patrono.
Manoel Ortolan, ressaltou a satisfação pela homenagem recebida. “É uma alegria poder ter o nome da família homenageado na Feira do Livro, mas o grande mérito é da Sandra, minha esposa, que sempre trabalhou como educadora, fazendo uma carreira muito bonita por toda a região onde foi professora, auxiliar de diretora, diretora e trabalhou também como delegada de ensino. Eu acredito que, o que a gente tem de mais digno para se deixar, é o nome da família por tudo o que ela proporcionou pela comunidade, enfim, pelas coisas boas que fez pelo próximo”, afirmou Ortolan, que também destacou a participação da Geladeiroteca, projeto mantido pela biblioteca “General Alvaro Tavares do Carmo”, em mais uma edição da Feira. “Este é o segundo ano em que a Geladeiroteca se faz presente na Feira do Livro de Sertãozinho. É uma satisfação ver que esse trabalho vem dando resultados, e que este projeto vem se destacando e se fazendo presente em eventos. A Geladeiroteca esteve na Feira do Livro de Ribeirão Preto, recebeu destaque na imprensa através de vários veículos de comunicação, marcou presença na 22ª edição da Fenasucro e agora volta à Feira do Livro de Sertãozinho, com a parceria do Lions Clube da cidade. É muito interessante que a população tem prestigiado o projeto, levando livros para casa e, na medida do possível, tem doado e essa liberdade de poder escolher um livro e levá-lo para casa sem burocracia, aumenta a satisfação do pessoal em ler e buscar algo novo. Para nós, é motivo de alegria ver que o trabalho do Haroldo Luís Beraldo, que o bibliotecário da Canaoeste e idealizador do projeto, está dando bons resultados e, com isso, vamos ocupando o nosso espaço e quem sabe possamos espalhar ainda muitas geladeiras por aí”, destacou Ortolan.