atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Grupo USJ tem prejuízo de R$ 68,4 milhões no 2º tri de 2015/16

03/12/2015 Cana-de-Açúcar POR: Valor Econômico
O grupo sucroalcooleiro USJ informou que teve no trimestre encerrado em 30 de setembro, equivalente ao 2º trimestre de 2015/16, um prejuízo líquido atribuível a controladores de R$ 68,4 milhões. Em igual intervalo do ano passado, a companhia havia tido um lucro líquido de R$ 11,831 milhões. O grupo detém uma usina de cana-de-açúcar em Araras (SP) e 50% de duas usinas em Goiás, em uma joint venture com a americana Cargill.
O resultado trimestral da companhia foi impactado por um resultado financeiro líquido negativo de R$ 72,2 milhões, ante a perda financeira de R$ 1,039 milhão de um ano atrás.
No trimestre findo em 30 de setembro, a receita líquida da USJ foi de R$ 154,5 milhões, um crescimento de 24,3% em relação aos R$ 116,9 milhões de igual intervalo de 2014. O lucro bruto foi de R$ 29,009 milhões, 168% acima dos R$ 10,8 milhões de igual trimestre de 2014.
Em 30 de setembro, a companhia informava uma dívida com empréstimos e financiamentos de R$ 1,602 bilhão, sendo R$ 308,1 milhões com vencimento em menos de 12 meses. Em 31 de março deste ano, esse endividamento estava em R$ 1,380 bilhão, sendo R$ 275 milhões de vencimento em menos de 12 meses. 
O grupo sucroalcooleiro USJ informou que teve no trimestre encerrado em 30 de setembro, equivalente ao 2º trimestre de 2015/16, um prejuízo líquido atribuível a controladores de R$ 68,4 milhões. Em igual intervalo do ano passado, a companhia havia tido um lucro líquido de R$ 11,831 milhões. O grupo detém uma usina de cana-de-açúcar em Araras (SP) e 50% de duas usinas em Goiás, em uma joint venture com a americana Cargill.
O resultado trimestral da companhia foi impactado por um resultado financeiro líquido negativo de R$ 72,2 milhões, ante a perda financeira de R$ 1,039 milhão de um ano atrás.
No trimestre findo em 30 de setembro, a receita líquida da USJ foi de R$ 154,5 milhões, um crescimento de 24,3% em relação aos R$ 116,9 milhões de igual intervalo de 2014. O lucro bruto foi de R$ 29,009 milhões, 168% acima dos R$ 10,8 milhões de igual trimestre de 2014.
Em 30 de setembro, a companhia informava uma dívida com empréstimos e financiamentos de R$ 1,602 bilhão, sendo R$ 308,1 milhões com vencimento em menos de 12 meses. Em 31 de março deste ano, esse endividamento estava em R$ 1,380 bilhão, sendo R$ 275 milhões de vencimento em menos de 12 meses.