atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Guarani lança safra 2013/14 com otimismo

08/04/2013 Cana-de-Açúcar POR: Comunicação Guarani
A importância dos agricultores para o desenvolvimento país. Foi com este mote que a Guarani lançou oficialmente a safra 2013/14, durante evento realizado na manhã desta sexta-feira, no Parque do Peão em Barretos. Cerca de 1 mil produtores agrícolas, parceiros, diretores e autoridades participaram do lançamento. 
A Guarani tem forte participação na produção nacional. A projeção é de que a moagem de suas sete unidades esteja entre 20 e 21 milhões de toneladas, 10% a mais do volume processado na safra 2012/13. 
Jacyr Costa Filho, Diretor-Presidente da Guarani, salienta que o setor tem importância estratégica, social, ambiental e econômica para o Brasil. "Apesar disso, temos, neste momento, uma crise de mercado que requer atuação em duas frentes: institucional, na qual temos que buscar o apoio político e da sociedade e interna, em que temos que melhorar a produtividade e reduzir custos".
Lideranças políticas, que defendem a bandeira do setor produtivo, participaram do evento e afirmaram oferecer todo o apoio necessário ao setor. Entre os representes, estavam a Secretária de Estado de Agricultura e Abastecimento, Mônica Bergamaschi; Secretário de Estado de Meio Ambiente, Bruno Covas; Deputado Federal, Duarte Nogueira; Deputados Estaduais, Itamar Borges, Beth Sahão e Antônio Mentor. 
Durante a apresentação de projetos institucionais, o destaque apontado por Jaime Stupiello, Diretor Agrícola, foi o "Guarani em Campo", que oferece apoio aos fornecedores. A Guarani disponibiliza serviços de acompanhamento técnico, orientando os produtores em relação às melhores práticas. 
"É um trabalho de estreitamento com o fornecedor. A Guarani não se preocupa somente em relação à parte técnica, mas também a assuntos como sucessão familiar, gestão e sustentabilidade dos nossos produtores" acrescenta Stupiello. 
Além de conhecer as projeções da Companhia para a safra 2013/14, os produtores assistiram a duas palestras: "Código Florestal", por Juliano Bortoloti e "Setor Sucroalcoleiro", por Marcos Roberto Escobar. 
Laís Machado
A importância dos agricultores para o desenvolvimento país. Foi com este mote que a Guarani lançou oficialmente a safra 2013/14, durante evento realizado na manhã desta sexta-feira, no Parque do Peão em Barretos. Cerca de 1 mil produtores agrícolas, parceiros, diretores e autoridades participaram do lançamento. 
A Guarani tem forte participação na produção nacional. A projeção é de que a moagem de suas sete unidades esteja entre 20 e 21 milhões de toneladas, 10% a mais do volume processado na safra 2012/13. 
Jacyr Costa Filho, Diretor-Presidente da Guarani, salienta que o setor tem importância estratégica, social, ambiental e econômica para o Brasil. "Apesar disso, temos, neste momento, uma crise de mercado que requer atuação em duas frentes: institucional, na qual temos que buscar o apoio político e da sociedade e interna, em que temos que melhorar a produtividade e reduzir custos".
Lideranças políticas, que defendem a bandeira do setor produtivo, participaram do evento e afirmaram oferecer todo o apoio necessário ao setor. Entre os representes, estavam a Secretária de Estado de Agricultura e Abastecimento, Mônica Bergamaschi; Secretário de Estado de Meio Ambiente, Bruno Covas; Deputado Federal, Duarte Nogueira; Deputados Estaduais, Itamar Borges, Beth Sahão e Antônio Mentor. 
Durante a apresentação de projetos institucionais, o destaque apontado por Jaime Stupiello, Diretor Agrícola, foi o "Guarani em Campo", que oferece apoio aos fornecedores. A Guarani disponibiliza serviços de acompanhamento técnico, orientando os produtores em relação às melhores práticas. 
"É um trabalho de estreitamento com o fornecedor. A Guarani não se preocupa somente em relação à parte técnica, mas também a assuntos como sucessão familiar, gestão e sustentabilidade dos nossos produtores" acrescenta Stupiello. 
Além de conhecer as projeções da Companhia para a safra 2013/14, os produtores assistiram a duas palestras: "Código Florestal", por Juliano Bortoloti e "Setor Sucroalcoleiro", por Marcos Roberto Escobar. 
Laís Machado