atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Inimigos microscópios reduzem produtividade dos canaviais

01/07/2014 Cana-de-Açúcar POR: CanaOnline
As vezes o problema que atinge a cana e causa graves danos é microscópico. É o caso do nematóide. Um ser diminuto, que está presente em grande diversidade e em diferentes habitats. Algumas espécies podem causar danos às plantas cultivadas, atacando caules, folhas e flores. Do ponto de vista econômico, as espécies de nematóides mais relevantes parasitam o sistema radicular, bulbos e tubérculos. Além da cana-de-açúcar, esta praga atinge café, soja, laranja, milho, batata, hortaliças e muitas outras culturas, derrubando a produtividade.
 
A praga causa grandes danos ao sistema radicular da planta, que se torna deficiente e pouco produtiva. Em consequência disso ocorrem reduções significativas na produtividade agrícola. Essas reduções podem variar com a espécie ou espécies encontradas, a população de nematóides e variedade cultivada no talhão. Atualmente, em que a lucratividade é obtida nos detalhes do sistema de produção, é de fundamental importância o monitoramento das áreas cultivadas para prevenção do ataque dessa importante praga de solo.
 
O principal nematóide em cana é o do Gênero Meloidogyne (nematóides formadores de galhas). É o gênero mais importante, devido aos danos por ele causados quando presente em altas populações. A fêmea dessa espécie é sedentária, de corpo globoso, mesmo quando imatura, fica completamente dentro das raízes, se alimentando através de células nutridoras, sua presença é facilmente detectável devido à formação de galhas (engrossamento da raiz).
 
Outro tipo de nematóide importante é o do Gênero Pratylenchus (nematóide das lesões radiculares). São nematóides migradores e quanto à importância como parasitas da cana, podem ser colocados em segundo lugar. As larvas em qualquer idade penetram e saem livremente das raízes, pois não há nenhuma fase ou estágio que possa ser denominada infestante. Facilmente abandonam o sistema radicular, quando as condições ali se tornam desfavoráveis, migrando para o solo, deixando as raízes mortas e provocando redução do sistema radicular.
 
O “Posicionamento de produtos químicos para controle de pragas de solo”, será uma das palestras do INSECTHSOW – 10º Seminário sobre Controle de Pragas da Cana – realizado pelo Grupo IDEA nos dias 23 e 24 de julho em Ribeirão Preto, SP. Simultaneamente ao seminário, acontece o 3º Encontro sobre Controle de Doenças da Cana-de-Açúcar.
 
Informações e inscrições pelo site: www.ideaonline.com.br
As vezes o problema que atinge a cana e causa graves danos é microscópico. É o caso do nematóide. Um ser diminuto, que está presente em grande diversidade e em diferentes habitats. Algumas espécies podem causar danos às plantas cultivadas, atacando caules, folhas e flores. Do ponto de vista econômico, as espécies de nematóides mais relevantes parasitam o sistema radicular, bulbos e tubérculos. Além da cana-de-açúcar, esta praga atinge café, soja, laranja, milho, batata, hortaliças e muitas outras culturas, derrubando a produtividade.
 
A praga causa grandes danos ao sistema radicular da planta, que se torna deficiente e pouco produtiva. Em consequência disso ocorrem reduções significativas na produtividade agrícola. Essas reduções podem variar com a espécie ou espécies encontradas, a população de nematóides e variedade cultivada no talhão. Atualmente, em que a lucratividade é obtida nos detalhes do sistema de produção, é de fundamental importância o monitoramento das áreas cultivadas para prevenção do ataque dessa importante praga de solo.
 
O principal nematóide em cana é o do Gênero Meloidogyne (nematóides formadores de galhas). É o gênero mais importante, devido aos danos por ele causados quando presente em altas populações. A fêmea dessa espécie é sedentária, de corpo globoso, mesmo quando imatura, fica completamente dentro das raízes, se alimentando através de células nutridoras, sua presença é facilmente detectável devido à formação de galhas (engrossamento da raiz).
 
Outro tipo de nematóide importante é o do Gênero Pratylenchus (nematóide das lesões radiculares). São nematóides migradores e quanto à importância como parasitas da cana, podem ser colocados em segundo lugar. As larvas em qualquer idade penetram e saem livremente das raízes, pois não há nenhuma fase ou estágio que possa ser denominada infestante. Facilmente abandonam o sistema radicular, quando as condições ali se tornam desfavoráveis, migrando para o solo, deixando as raízes mortas e provocando redução do sistema radicular.
 
O “Posicionamento de produtos químicos para controle de pragas de solo”, será uma das palestras do INSECTHSOW – 10º Seminário sobre Controle de Pragas da Cana – realizado pelo Grupo IDEA nos dias 23 e 24 de julho em Ribeirão Preto, SP. Simultaneamente ao seminário, acontece o 3º Encontro sobre Controle de Doenças da Cana-de-Açúcar.
 
Informações e inscrições pelo site: www.ideaonline.com.br