atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Mesmo com geadas e safra em curso, produção de cana em MS já é recorde

11/12/2013 Cana-de-Açúcar POR: Anderson Viegas | Agrodebate
Mesmo com parte dos canaviais de Mato Grosso do Sul sofrendo os efeitos das geadas registradas entre julho e agosto, o que afetou a produtividade e a qualidade da matéria-prima, e com a safra ainda em curso, o estado já registra uma produção recorde de cana-de-açúcar no ciclo 2013/2014.
 
Segundo dados divulgados nesta quarta-feira (11), pela Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul (Biosul), até a segunda quinzena de novembro, o processamento no estado atingiu as 39,5 milhões de toneladas de cana, superando as 37,2 milhões de toneladas de todo o ciclo 2012/2013.
 
Conforme a entidade, o volume moído na safra passada era o maior da história do parque sucroenergético sul-mato-grossense. A previsão da Biosul é que o ciclo 2013/2014 se estenda até a segunda quinzena de dezembro e que a moagem total do estado ultrapasse a marca das 40 milhões de toneladas.
 
 
Reflexos das geadas
 
Segundo o presidente da Biosul, Roberto Hollanda, as geadas, além de provocar a perda de aproximadamente 4 milhões de toneladas de cana, a previsão inicial da entidade para o ciclo era de que a moagem atingisse as 44 milhões de toneladas, também afetou a qualidade da matéria-prima que ficou nos canaviais, reduzindo o teor de sacarose.
 
O índice de açúcares totais recuperáveis (ATR), que mede essa qualidade, na safra 2012/2013 ficou em 136,86 por tonelada de cana e no acumulado até a segunda quinzena de novembro do ciclo 2013/2014 está em 126,92 por tonelada de cana, o que representa uma queda de 7,27%.
 
Hollanda diz que com cana de menor qualidade as usinas aumentaram a destinação de matéria-prima para a produção de etanol no estado. Na safra passada, o mix foi de 64% da cana moída sendo voltada ao processamento do biocombustível e no acumulado desta subiu para 72,1%.
 
Em razão dessa conjuntura a produção de etanol em Mato Grosso do Sul atingiu na parcial da safra 2013/2014 a marca dos 2,1 bilhões de litros enquanto que em todo o ciclo anterior o processamento foi de 1,9 bilhão de litros.
 
Na contramão, a produção de açúcar sofreu retração. Até a segunda quinzena de novembro, as usinas do estado produziram nesta safra 1,3 milhão de toneladas do alimento enquanto que no mesmo período do ciclo passado esse processamento já era de 1,6 milhão de toneladas e atingiu as 1,7 milhão de toneladas no encerramento da moagem.