atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Moagem de cana chega a 15%

07/06/2013 Cana-de-Açúcar POR: Jornal A Gazeta (MT)
Do total de 2,5 milhões de toneladas de cana-de-açúcar processadas até agora, 85% estão sendo destinados à produção de etanol e 15% ao açúcar. Moagem dacana em Mato Grosso segue em boas condições e alcança 15% da produção estimada para a safra 2013/2014, equivalente a 16,6 milhões (t), segundo balanço do Sindicato das Indústrias Sucroalcooleiras de Mato Grosso(Sindálcool/MT).
Diretor-executivo Jorge dos Santos, afirma que em Mato Grosso a produção de etanolhidratado é duas vezes superior à de etanol anidro (misturado à gasolina). Além disso, a previsão é que neste ano seja produzido 1,040 bilhão de litros de etanol, sendo 6,88% a mais que em 2012, quando
foram ofertados 973 milhões de litros. "Não há risco de faltar etanol em Mato Grosso e neste ano estamos fazendo uma das maiores safras, com as chuvas ajudando e todas as unidades produzindo". 
Quanto à oferta de açúcar, a previsão é que sejam produzidas 420 mil toneladas neste ano, ante 490 mil em 2012, representando uma queda de 14,28%. Santos lembra que na safra anterior houve uma produção maior de açúcar com a finalidade de recompor estoques. Com a retomada na oferta e queda nos preços, o setor elevou a produção do biocombustível. "Os preços do etanol estão muito bons e o consumo elevado em todo o país".
Do total de 2,5 milhões de toneladas de cana-de-açúcar processadas até agora, 85% estão sendo destinados à produção de etanol e 15% ao açúcar. Moagem dacana em Mato Grosso segue em boas condições e alcança 15% da produção estimada para a safra 2013/2014, equivalente a 16,6 milhões (t), segundo balanço do Sindicato das Indústrias Sucroalcooleiras de Mato Grosso(Sindálcool/MT).
Diretor-executivo Jorge dos Santos, afirma que em Mato Grosso a produção de etanolhidratado é duas vezes superior à de etanol anidro (misturado à gasolina). Além disso, a previsão é que neste ano seja produzido 1,040 bilhão de litros de etanol, sendo 6,88% a mais que em 2012, quando
foram ofertados 973 milhões de litros. "Não há risco de faltar etanol em Mato Grosso e neste ano estamos fazendo uma das maiores safras, com as chuvas ajudando e todas as unidades produzindo". 
Quanto à oferta de açúcar, a previsão é que sejam produzidas 420 mil toneladas neste ano, ante 490 mil em 2012, representando uma queda de 14,28%. Santos lembra que na safra anterior houve uma produção maior de açúcar com a finalidade de recompor estoques. Com a retomada na oferta e queda nos preços, o setor elevou a produção do biocombustível. "Os preços do etanol estão muito bons e o consumo elevado em todo o país".