atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Moagem de cana da Raízen Energia aumenta 67,5%

09/08/2013 Cana-de-Açúcar POR: Agência Estado
A Raízen Energia, segmento de etanol e açúcar da joint-venture entre Shell e Cosan, encerrou os meses de abril, maio e junho com 18,5 milhões de toneladas decana-de-açúcar moída, crescimento de 67,5% na comparação com o volume reportado em igual período do ano anterior. No ano-safra da cana, esse período corresponde ao primeiro trimestre.
Segundo explicação dentro do balanço de resultados da Cosan, o principal fator para o crescimento da moagem na comparação entre os trimestres foi o início da safra 2013/2014 (atual) com antecedência de aproximadamente um mês em relação à safra 2012/2013 (passada). Durante esses meses, o nível de ATR (açúcares totais recuperáveis) atingiu 121,3 quilos por tonelada de cana, 1,2% acima do registrado em 2012/13, em virtude de investimentos na renovação dos canaviais. A produtividade agrícola medida pela tonelada de cana por hectare (TCH) alcançou 86,5 ton/ha, representado um crescimento de 10,3%.
O mix de produção foi mais voltado para o açúcar, com aproximadamente 55% da canamoída destinada a este produto, totalizando 1,2 milhão de toneladas de açúcar e 595 milhões de litros de etanol produzidos.
Kellen Moraes
A Raízen Energia, segmento de etanol e açúcar da joint-venture entre Shell e Cosan, encerrou os meses de abril, maio e junho com 18,5 milhões de toneladas de cana-de-açúcar moída, crescimento de 67,5% na comparação com o volume reportado em igual período do ano anterior. No ano-safra da cana, esse período corresponde ao primeiro trimestre.
Segundo explicação dentro do balanço de resultados da Cosan, o principal fator para o crescimento da moagem na comparação entre os trimestres foi o início da safra 2013/2014 (atual) com antecedência de aproximadamente um mês em relação à safra 2012/2013 (passada). Durante esses meses, o nível de ATR (açúcares totais recuperáveis) atingiu 121,3 quilos por tonelada de cana, 1,2% acima do registrado em 2012/13, em virtude de investimentos na renovação dos canaviais. A produtividade agrícola medida pela tonelada de cana por hectare (TCH) alcançou 86,5 ton/ha, representado um crescimento de 10,3%.
O mix de produção foi mais voltado para o açúcar, com aproximadamente 55% da canamoída destinada a este produto, totalizando 1,2 milhão de toneladas de açúcar e 595 milhões de litros de etanol produzidos.
Kellen Moraes