atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Moagem de cana-de-açúcar na região de Araçatuba é 80% menor

01/12/2014 Cana-de-Açúcar POR: Jornal Dia a Dia Online
A moagem de cana-de-açúcar por usinas da região de Araçatuba no acumulado até novembro deste ano é 8% menor do que no mesmo período de 2013, segundo dados divulgados pela Unica (União da Indústria de Cana-de-Açúcar). Do início do processo, em abril, até a primeira quinzena deste mês, foram esmagadas 25,8 milhões de toneladas de cana, enquanto que no mesmo intervalo de meses do ano passado, a moagem totalizava 28 milhões de toneladas.
Segundo a assessoria de imprensa da Unica, os dados regionais foram levantados com base  na produção informada pelas usinas Clealco (unidades de Clementina e Penápolis), Da Mata (Valparaíso), Diana (Avanhandava), Figueira (Buritama), Raízen (unidades de Bento de Abreu, Araçatuba, Andradina, Mirandópolis e Valparaíso), Santa Adélia - Pioneiros (Sud Mennucci), Unialco (Guararapes), Vale do Paraná (Suzanápolis) e Virálcool (Castilho). Não estão no balanço a usina Revati, de Brejo Alegre, e três unidades produtoras do grupo Aralco (Araçatuba, Santo Antônio do Aracanguá, General Salgado), que está em recuperação judicial.
A situação da região é ainda um pouco melhor do que a nacional. De acordo com o relatório divulgado pela entidade nesta semana, a comparação entre a produção dos dois anos na região centro-sul resulta em queda de 10% na safra atual. No acumulado do ano, as plantas do centro-sul moeram juntas 538,38 milhões de toneladas, ante 596,28 milhões/t na safra anterior.
A moagem de cana-de-açúcar por usinas da região de Araçatuba no acumulado até novembro deste ano é 8% menor do que no mesmo período de 2013, segundo dados divulgados pela Unica (União da Indústria de Cana-de-Açúcar). Do início do processo, em abril, até a primeira quinzena deste mês, foram esmagadas 25,8 milhões de toneladas de cana, enquanto que no mesmo intervalo de meses do ano passado, a moagem totalizava 28 milhões de toneladas.
Segundo a assessoria de imprensa da Unica, os dados regionais foram levantados com base  na produção informada pelas usinas Clealco (unidades de Clementina e Penápolis), Da Mata (Valparaíso), Diana (Avanhandava), Figueira (Buritama), Raízen (unidades de Bento de Abreu, Araçatuba, Andradina, Mirandópolis e Valparaíso), Santa Adélia - Pioneiros (Sud Mennucci), Unialco (Guararapes), Vale do Paraná (Suzanápolis) e Virálcool (Castilho). Não estão no balanço a usina Revati, de Brejo Alegre, e três unidades produtoras do grupo Aralco (Araçatuba, Santo Antônio do Aracanguá, General Salgado), que está em recuperação judicial.
A situação da região é ainda um pouco melhor do que a nacional. De acordo com o relatório divulgado pela entidade nesta semana, a comparação entre a produção dos dois anos na região centro-sul resulta em queda de 10% na safra atual. No acumulado do ano, as plantas do centro-sul moeram juntas 538,38 milhões de toneladas, ante 596,28 milhões/t na safra anterior.