atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Moagem de cana do centro-sul está lenta por chuvas--Somar

10/04/2013 Cana-de-Açúcar POR: Reuters
As chuvas que atingem a região produtora de cana do centro-sul do Brasil têm provocado lentidão na colheita e na moagem da matéria-prima do açúcar e do etanol, apontou nesta terça-feira a Somar Meteorologia em relatório.
"As chuvas que vêm ocorrendo de forma frequente desde o início do outono estão impossibilitando que os trabalhos de colheita prossigam de forma contínua e, portanto, sem interrupções", disse a Somar.
A moagem da cana-de-açúcar já começou em várias regiões. "Porém os valores de área colhida até o momento estão bem mais baixos do que os valores observados no mesmo período do ano passado...", acrescentou a Somar.
A Somar disse ainda que, devido à previsão de chuva para toda esta semana em praticamente todas as regiões produtoras, as condições para a realização da colheita ainda não estarão totalmente favoráveis.
Nesta terça-feira, em sua primeira previsão para a safra brasileira, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estimou que o centro-sul deverá moer 594 milhões de toneladas da matéria-prima na safra 2013/14, que está iniciando, uma alta de 11,5 por cento ante a temporada anterior.
Roberto Samora
As chuvas que atingem a região produtora de cana do centro-sul do Brasil têm provocado lentidão na colheita e na moagem da matéria-prima do açúcar e do etanol, apontou nesta terça-feira a Somar Meteorologia em relatório.
"As chuvas que vêm ocorrendo de forma frequente desde o início do outono estão impossibilitando que os trabalhos de colheita prossigam de forma contínua e, portanto, sem interrupções", disse a Somar.
A moagem da cana-de-açúcar já começou em várias regiões. "Porém os valores de área colhida até o momento estão bem mais baixos do que os valores observados no mesmo período do ano passado...", acrescentou a Somar.
A Somar disse ainda que, devido à previsão de chuva para toda esta semana em praticamente todas as regiões produtoras, as condições para a realização da colheita ainda não estarão totalmente favoráveis.
Nesta terça-feira, em sua primeira previsão para a safra brasileira, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estimou que o centro-sul deverá moer 594 milhões de toneladas da matéria-prima na safra 2013/14, que está iniciando, uma alta de 11,5 por cento ante a temporada anterior.
Roberto Samora