atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Moagem do Grupo Pedra Agroindustrial deve aumentar 10% nesta safra

18/07/2013 Cana-de-Açúcar POR: Agência UDOP de Notícias
A safra de cana-de-açúcar na região Centro-sul do Brasil deve crescer cerca de 10% no comparativo com a temporada passada. O percentual de crescimento de moagem é o mesmo do grupo Pedra Agroindustrial, que estima o processamento de 9 milhões e 700 mil toneladas de cana, em todas as usinas do grupo. Em entrevista a TV UDOP, o diretor agrícola da Pedra, Sérgio Luiz Selegato disse que o aumento da moagem é resultado da renovação dos canaviais, que agora estão em ordem. 
O grupo tem quatro unidades: usina da Pedra, Buriti, Ibirá e Ipê. Ao todo, elas devem ter um acréscimo de 9% na produtividade agrícola neste ano. "Ao contrário disso, a expectativa em relação aos níveis de ATR ficou menor devido ao excesso de água no começo da safra", afirmou Selegato. 
Essa mesma chuva também atrasou o plantio, que não pode ser finalizado. "Mas agora ela favorece a produtividade da cana dezoito meses para o próximo ano", disse o diretor. Na área agrícola das unidades do grupo, os tratos culturais estão mantidos, assim como a renovação dos canaviais. 
Patrícia Mendonça 
A safra de cana-de-açúcar na região Centro-sul do Brasil deve crescer cerca de 10% no comparativo com a temporada passada. O percentual de crescimento de moagem é o mesmo do grupo Pedra Agroindustrial, que estima o processamento de 9 milhões e 700 mil toneladas de cana, em todas as usinas do grupo. Em entrevista a TV UDOP, o diretor agrícola da Pedra, Sérgio Luiz Selegato disse que o aumento da moagem é resultado da renovação dos canaviais, que agora estão em ordem. 
O grupo tem quatro unidades: usina da Pedra, Buriti, Ibirá e Ipê. Ao todo, elas devem ter um acréscimo de 9% na produtividade agrícola neste ano. "Ao contrário disso, a expectativa em relação aos níveis de ATR ficou menor devido ao excesso de água no começo da safra", afirmou Selegato. 
Essa mesma chuva também atrasou o plantio, que não pode ser finalizado. "Mas agora ela favorece a produtividade da cana dezoito meses para o próximo ano", disse o diretor. Na área agrícola das unidades do grupo, os tratos culturais estão mantidos, assim como a renovação dos canaviais. 
Patrícia Mendonça