atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Moagem na segunda quinzena de junho atinge 31,70 milhões de toneladas no Centro-sul

12/07/2012 Cana-de-Açúcar POR: CDN Comunicação Corporativa
O volume de cana-de-açúcar processado pelas unidades produtoras da região Centro-Sul atingiu 31,70 milhões de toneladas na segunda quinzena de junho. O valor representa uma recuperação de 22,84% em relação à primeira quinzena do mês, mas ainda é 24,97% inferior aquele verificado no mesmo período de 2011. Desde o início da safra 2012/2013 até primeiro de julho, a moagem somou 128,31 milhões de toneladas, contra 177,70 milhões de toneladas observadas em igual período do ano anterior.  
A operacionalização da colheita da cana-de-açúcar seguiu prejudicada pelo alto volume de chuvas, que, nos últimos 15 dias de junho, ultrapassaram 100 milímetros em tradicionais municípios canavieiros paulistas. Segundo o Centro de Tecnologia Canavieira (CTC), o número de dias de moagem perdidos pelas usinas aumentou significativamente em junho: em média, as unidades amostradas registraram 11 dias de paralisação este ano, ante cinco (5) dias verificados no mesmo mês de 2011.
De acordo com dados apurados pelo CTC, a produtividade agrícola da área colhida desde o início da safra até o momento ainda é inferior àquela verificada em 2011 (74,87 toneladas de cana por hectare este ano, contra 76,79 toneladas por hectare no mesmo período de 2011). Entretanto, conforme esperado, essa tendência começou a ser alterada neste mês, quando a produtividade observada totalizou 76,19 toneladas por hectare, aumento de 1,06% sobre o valor verificado em junho de 2011 (75,39 toneladas de cana por hectare).
Para o presidente Interino da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), Antonio de Padua Rodrigues, “o cenário observado até o momento indica que poderemos ter uma produtividade agrícola superior àquela estimada em abril, mas, em contrapartida, uma queda na qualidade da matéria-prima”. Estamos monitorando todas as variáveis associadas à produção e, caso necessário, faremos uma revisão na nossa estimativa de safra no próximo mês, acrescentou o executivo.
Qualidade da matéria-prima
Nos últimos 15 dias de junho, a quantidade de Açúcares Totais Recuperáveis (ATR) por tonelada de cana-de-açúcar atingiu 124,61 kg, contra 133,68 kg obtidos na mesma quinzena de 2011 – reflexo do clima chuvoso.
No acumulado desde o início da safra até primeiro de julho, a concentração de ATR foi inferior em 3,88% em relação ao mesmo período do ano anterior (118,56 kg de ATR por tonelada de matéria-prima este ano contra 123,34 kg de ATR por tonelada em 2011).
Mix e produção de açúcar e de etanol
Do volume total de cana-de-açúcar processada até primeiro de julho, 53,82% destinou-se à produção de etanol. Na última quinzena de junho, esta proporção totalizou 52,21%, percentual levemente superior aos 51,73% apurados no mesmo período da safra 2011/2012.  
A fabricação de açúcar somou 1,80 milhão de toneladas nos 15 dias finais de junho, enquanto a produção de etanol atingiu 1,21 bilhão de litros, sendo 490,55 milhões de litros de etanol anidro e 718,58 milhões de litros de etanol hidratado.
No acumulado desde o início da safra, a produção de açúcar alcançou 6,69 milhões de toneladas, contra 9,40 milhões de toneladas fabricadas em igual período 2011. O volume produzido de etanol somou 4,82 bilhões de litros, dos quais 3,36 bilhões de litros de etanol hidratado e 1,46 bilhão de litros de etanol anidro.
Vendas de etanol
As vendas de etanol pelas unidades produtoras da região Centro-Sul somaram 1,67 bilhão de litros em junho, dos quais 231,00 milhões de litros destinaram-se ao mercado externo. Do volume total vendido, 753,94 milhões de litros referem-se ao etanol anidro e 920,92 milhões de litros ao etanol hidratado.
No mercado doméstico, as vendas de etanol anidro alcançaram 566,15 milhões de litros em junho, retração de 11,02% em relação ao mesmo período do ano passado. Deste volume, 292,73 milhões de litros foram comercializados na segunda quinzena do mês.
Em relação ao etanol hidratado, as vendas domésticas no mês de junho atingiram 877,71 milhões de litros, frente ao 1,31 bilhão de litros comercializados no mesmo mês de 2011, ou seja, queda de 32,88%. Nos últimos 15 dias do referido mês foram comercializados 435,75 milhões de litros de etanol hidratado.
No acumulado de abril até primeiro de julho, as vendas totais de etanol alcançaram 4,71 bilhões de litros, 8,15% abaixo do montante comercializado no mesmo período do ano passado. Deste total, 9,62% destinou-se às exportações. Nesse período, as vendas acumuladas de etanol hidratado somaram 2,78 bilhões de litros e as de etanol anidro 1,93 bilhão de litros.

SOBRE OS DADOS DA SAFRA

Os dados divulgados nesta atualização de safra são compilados e analisados pela UNICA, com números fornecidos pelos seguintes sindicatos e associações de produtores da Região Centro-Sul:
ALCOPAR - Associação dos Produtores de Bioenergia no Estado do Paraná
BIOSUL - Associação dos Produtores de Bioenergia do Mato Grosso do Sul
SIAMIG - Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais
SIFAEG – Sindicato da Indústria de Fabricação de Etanol do Estado de Goiás
SINDAAF - Sindicato Fluminense dos Produtores de Açúcar e Etanol
SINDALCOOL - Sindicato das Indústrias Sucroalcooleiras de Mato Grosso
SUDES - Sociedade das Usinas e Destilarias do Espírito Santo