atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Movimento pela Retomada do Setor Sucroenergético acontece no próximo dia 27

19/01/2015 Cana-de-Açúcar POR: A Tribuna Regional - Cravinhos
Entidades ligadas à cadeia produtiva sucroenergética anunciam apoio à ação, que deve “parar” o setor e mobilizar 15 mil pessoas Está confirmado: no próximo dia 27, às 7h30, acontece o Movimento pela Retomada do Setor Sucroenergético – manifestação formatada a partir da mobilização empreendida pela Prefeitura de Sertãozinho junto à CUT (Central Única dos Trabalhadores), ao Sindicato dos Metalúrgicos, ao CEISE Br, à ACIS, ao SINCOMÉRCIO, à Canaoeste, à Câmara Municipal, ao SINDINAP, à OAB, à AMASERT e ao SINCOMERCIÁRIOS, durante a constituição do Pacto Social pelo Emprego. Assim, cidadãos de Sertãozinho e de todas as cidades da região que têm sofrido com a crise no setor sucroenergético, estão convidados a participar da manifestação, que tem por objetivo sensibilizar as esferas governamentais estadual e federal, sobre os impactos negativos que a falta de incentivo ao setor sucroenergético tem causado à economia de centenas de municípios canavieiros. “Os números do desemprego, além de indústrias e empresas que estão sendo fechadas, não deixam margem de dúvida sobre a gravidade do problema. Em Sertãozinho, por exemplo, as dificuldades enfrentadas pelo setor sucroenergético estão produzindo uma reação em cadeia, com queda na arrecadação do município, estagnação do comércio e desemprego. A palavra de ordem é união e, para isso, reforçamos nosso convite às cidades da região para que se unam a esta iniciativa e nos ajudem a elevar as discussões para a resolução dessa situação”, afirma o prefeito Zezinho Gimenez. De acordo com o secretário municipal de Indústria e Comércio, Carlos Roberto Liboni, a proposta é de que, no próximo dia 27, todas as empresas suspendam suas atividades em apoio à manifestação. “A ideia é de que a região ‘pare’ e todos se unam em torno de um bem comum, pois nossas usinas e indústrias precisam recuperar a produtividade, para que nossa cidade possa gerar emprego e renda para a população, e para que o comércio, a saúde e os serviços de modo geral possam prosperar. Nós contamos com a participação ativa dos empresários e dos trabalhadores sertanezinos, para que o Movimento pela Retomada do Setor Sucroenergético possa atingir o êxito esperado”, pontua Liboni. As entidades ligadas à organização do Movimento pela Retomada do Setor Sucroenergético estão empenhadas e acreditam na repercussão positiva da manifestação, como é o caso do SINCOMERCIÁRIOS. “Esse é o momento de nos unirmos, pois juntos somos fortes, e 2015 será o ano da virada para Sertãozinho. Com certeza, em breve, veremos um futuro bem melhor, pois uma vitória já é certa: a união dos empresários com os trabalhadores em busca do sucesso. Sertãozinho já conseguiu essa conquista na década de 80 e agora não será diferente”, avalia o presidente do sindicato, Jonathan Faleiros. “A indústria de base do setor sucroenergético é um dos elos que mais vem amargando os efeitos dessa crise. Porém, toda a cadeia encontra-se numa situação insustentável e, por isso, devemos fazer do Movimento pela Retomada do Setor Sucroenergético um instrumento de propagação das nossas reivindicações, das nossas urgências. Esta é a hora de unir forças em busca do crescimento de um setor tão importante, não só para a economia local e regional, mas de todo o país”, destaca o presidente do CEISE Br, Antonio Eduardo Tonielo Filho. O presidente da Orplana e da Canaoeste, e diretor superintendente da Copercana, Manoel Ortolan, reforça a importância do movimento. “São grandes as dificuldades atravessadas por toda a cadeia produtiva do setor sucroenergético e pela indústria de base, tanto em Sertãozinho como em vários outros municípios do país, e o Governo Federal não tem tomado as medidas necessárias para garantir que haja uma retomada do crescimento. Por isso, um movimento como esse é extremamente importante”, analisa. A manifestação O Movimento pela Retomada do Setor Sucroenergético acontece no dia 27 de janeiro, terça-feira, com concentração a partir das 7h30, em dois pontos de partida, facilitando a participação de todos os cidadãos: Praça Rotatória “Thirso Pelá” (em frente ao Ibis Hotel) e Praça Rotatória da Estrada Vicinal “Antônio Sarti” com a Rodovia “Armando de Salles Oliveira” (próximo à empresa Dedini). Os manifestantes farão uma caminhada de cerca de 2 Km até o ponto onde acontecerá a apresentação do documento com as principais reivindicações dos setores envolvidos. A previsão é de que o ato se encerre às 10h. São esperadas para a manifestação cerca de 15 mil pessoas, entre trabalhadores dos setores metalúrgico, canavieiro e do comércio; representantes de sindicatos e associações ligadas ao setor sucroenergético; autoridades municipais e regionais, além dos cidadãos em geral. Nova adesão Durante reunião realizada na última quarta-feira, 14, a Governança Corporativa da Cadeia Produtiva Sucroenergética, que conta com o apoio dos trabalhadores, fornecedores de cana, indústria de base, usineiros e as principaisEntidades ligadas à cadeia produtiva sucroenergética anunciam apoio à ação, que deve “parar” o setor e mobilizar 15 mil pessoas Está confirmado: no próximo dia 27, às 7h30, acontece o Movimento pela Retomada do Setor Sucroenergético – manifestação formatada a partir da mobilização empreendida pela Prefeitura de Sertãozinho junto à CUT (Central Única dos Trabalhadores), ao Sindicato dos Metalúrgicos, ao CEISE Br, à ACIS, ao SINCOMÉRCIO, à Canaoeste, à Câmara Municipal, ao SINDINAP, à OAB, à AMASERT e ao SINCOMERCIÁRIOS, durante a constituição do Pacto Social pelo Emprego. Assim, cidadãos de Sertãozinho e de todas as cidades da região que têm sofrido com a crise no setor sucroenergético, estão convidados a participar da manifestação, que tem por objetivo sensibilizar as esferas governamentais estadual e federal, sobre os impactos negativos que a falta de incentivo ao setor sucroenergético tem causado à economia de centenas de municípios canavieiros. “Os números do desemprego, além de indústrias e empresas que estão sendo fechadas, não deixam margem de dúvida sobre a gravidade do problema. Em Sertãozinho, por exemplo, as dificuldades enfrentadas pelo setor sucroenergético estão produzindo uma reação em cadeia, com queda na arrecadação do município, estagnação do comércio e desemprego. A palavra de ordem é união e, para isso, reforçamos nosso convite às cidades da região para que se unam a esta iniciativa e nos ajudem a elevar as discussões para a resolução dessa situação”, afirma o prefeito Zezinho Gimenez. De acordo com o secretário municipal de Indústria e Comércio, Carlos Roberto Liboni, a proposta é de que, no próximo dia 27, todas as empresas suspendam suas atividades em apoio à manifestação. “A ideia é de que a região ‘pare’ e todos se unam em torno de um bem comum, pois nossas usinas e indústrias precisam recuperar a produtividade, para que nossa cidade possa gerar emprego e renda para a população, e para que o comércio, a saúde e os serviços de modo geral possam prosperar. Nós contamos com a participação ativa dos empresários e dos trabalhadores sertanezinos, para que o Movimento pela Retomada do Setor Sucroenergético possa atingir o êxito esperado”, pontua Liboni. As entidades ligadas à organização do Movimento pela Retomada do Setor Sucroenergético estão empenhadas e acreditam na repercussão positiva da manifestação, como é o caso do SINCOMERCIÁRIOS. “Esse é o momento de nos unirmos, pois juntos somos fortes, e 2015 será o ano da virada para Sertãozinho. Com certeza, em breve, veremos um futuro bem melhor, pois uma vitória já é certa: a união dos empresários com os trabalhadores em busca do sucesso. Sertãozinho já conseguiu essa conquista na década de 80 e agora não será diferente”, avalia o presidente do sindicato, Jonathan Faleiros. “A indústria de base do setor sucroenergético é um dos elos que mais vem amargando os efeitos dessa crise. Porém, toda a cadeia encontra-se numa situação insustentável e, por isso, devemos fazer do Movimento pela Retomada do Setor Sucroenergético um instrumento de propagação das nossas reivindicações, das nossas urgências. Esta é a hora de unir forças em busca do crescimento de um setor tão importante, não só para a economia local e regional, mas de todo o país”, destaca o presidente do CEISE Br, Antonio Eduardo Tonielo Filho. O presidente da Orplana e da Canaoeste, e diretor superintendente da Copercana, Manoel Ortolan, reforça a importância do movimento. “São grandes as dificuldades atravessadas por toda a cadeia produtiva do setor sucroenergético e pela indústria de base, tanto em Sertãozinho como em vários outros municípios do país, e o Governo Federal não tem tomado as medidas necessárias para garantir que haja uma retomada do crescimento. Por isso, um movimento como esse é extremamente importante”, analisa. A manifestação O Movimento pela Retomada do Setor Sucroenergético acontece no dia 27 de janeiro, terça-feira, com concentração a partir das 7h30, em dois pontos de partida, facilitando a participação de todos os cidadãos: Praça Rotatória “Thirso Pelá” (em frente ao Ibis Hotel) e Praça Rotatória da Estrada Vicinal “Antônio Sarti” com a Rodovia “Armando de Salles Oliveira” (próximo à empresa Dedini). Os manifestantes farão uma caminhada de cerca de 2 Km até o ponto onde acontecerá a apresentação do documento com as principais reivindicações dos setores envolvidos. A previsão é de que o ato se encerre às 10h. São esperadas para a manifestação cerca de 15 mil pessoas, entre trabalhadores dos setores metalúrgico, canavieiro e do comércio; representantes de sindicatos e associações ligadas ao setor sucroenergético; autoridades municipais e regionais, além dos cidadãos em geral. Nova adesão Durante reunião realizada na última quarta-feira, 14, a Governança Corporativa da Cadeia Produtiva Sucroenergética, que conta com o apoio dos trabalhadores, fornecedores de cana, indústria de base, usineiros e as principais cooperativas canavieiras do País (Copercana, Coopercitrus e Coplacana), formalizou seu apoio ao ato sertanezino, reforçando a importância e a visibilidade da ação no âmbito nacional. Segundo Evandro Ávila, da consultoria BrasilAgro e um dos coordenadores do projeto, nele estão previstas audiências com o governador Geraldo Alckmin e as lideranças do setor, além de uma marcha a Brasília. “Estamos sugerindo ao governador Geraldo Alckmin para que ele lidere a formação da ‘Frente dos Governadores dos Estados Produtores de Cana-de-Açúcar’, e estamos trabalhando para levar trabalhadores e fornecedores de cana numa grande marcha a Brasília, com o objetivo de sensibilizar a presidente Dilma Rousseff para a grave crise que já levou à extinção de 300 mil postos de trabalho na área agrícola, fechamento de cerca de 60 usinas e pedidos de recuperação judicial de outras 700”, afirma. Mais informações sobre o Movimento pela Retomada do Setor Sucroenergético podem ser obtidas no site da Prefeitura Municipal (www.sertaozinho.sp.gov.br), além dos canais de comunicação das entidades organizadoras e apoiadoras da ação. Serviço: Movimento pela Retomada do Setor Sucroenergético Dia: 27 de janeiro, terça-feira Hora: a partir das 7h30, em dois pontos de partida: Praça Rotatória “Thirso Pelá” (em frente ao Ibis Hotel) e Praça Rotatória da Estrada Vicinal “Antônio Sarti” com a Rodovia “Armando de Salles Oliveira” (próximo à empresa Dedini), em Sertãozinho-SP.