atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Museu em Piracicaba retratará a evolução da cana-de-açúcar no Brasil

03/11/2014 Cana-de-Açúcar POR: UNICA
A indústria canavieira há tempos exerce um importante papel na economia do Brasil e um dos municípios pioneiros nesta cultura é Piracicaba, interior paulista. Além de contribuir para o desenvolvimento, gerando um grande número de empregos, a atividade sucroenergética com seus projetos socioambientais e produtos sustentáveis, continua presente no dia a dia da região. Como prova dessa participação efetiva, Piracicaba abrigará o primeiro Museu da Cana-de-Açúcar, único no mundo a contar de forma interativa a história do ciclo econômico canavieiro, que deve ser inaugurado no início de 2016.
O projeto, uma parceria da Prefeitura de Piracicaba com o Instituto Brasil Leitor (IBL), e com apoio dos ministérios de Agricultura e da Cultura, da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo e da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), será instalado no Engenho Central, espaço que na época de sua construção, isso em 1881, representou um grande avanço na atividade canavieira, com o uso de equipamentos modernos e a abolição da mão de obra escrava.
Segundo William Nacked, diretor do IBL e um dos responsáveis pelo museu, o espaço cultural contará com uma ala destinada a mostrar o progresso dos equipamentos utilizados em toda a cadeia produtiva. Haverá ainda espaços para demonstrar o cultivo em diferentes regiões do Brasil e, uma área onde serão plantadas diversas variedades de cana.
"Vamos atrás da primeira semente, mostrar como tudo começou para podermos projetar qual será o futuro deste setor," destacou Nacked.
A reforma das instalações, que começaram em abril deste ano, terá um investimento total de R$ 43 milhões, valor proveniente de patrocinadores como empresas de setor sucroenergético, e por meio de lei de incentivos.
“É importante para a indústria que a sua memória seja preservada. Que os mais jovens visualizem, entendam todo o processo evolutivo que o setor passou. E nada melhor do que um Museu destinado exclusivamente para a cana-de-açúcar. É uma bela iniciativa,” afirmou o diretor Técnico da UNICA, Antonio de Padua Rodrigues.
A indústria canavieira há tempos exerce um importante papel na economia do Brasil e um dos municípios pioneiros nesta cultura é Piracicaba, interior paulista. Além de contribuir para o desenvolvimento, gerando um grande número de empregos, a atividade sucroenergética com seus projetos socioambientais e produtos sustentáveis, continua presente no dia a dia da região. Como prova dessa participação efetiva, Piracicaba abrigará o primeiro Museu da Cana-de-Açúcar, único no mundo a contar de forma interativa a história do ciclo econômico canavieiro, que deve ser inaugurado no início de 2016.
O projeto, uma parceria da Prefeitura de Piracicaba com o Instituto Brasil Leitor (IBL), e com apoio dos ministérios de Agricultura e da Cultura, da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo e da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), será instalado no Engenho Central, espaço que na época de sua construção, isso em 1881, representou um grande avanço na atividade canavieira, com o uso de equipamentos modernos e a abolição da mão de obra escrava.
Segundo William Nacked, diretor do IBL e um dos responsáveis pelo museu, o espaço cultural contará com uma ala destinada a mostrar o progresso dos equipamentos utilizados em toda a cadeia produtiva. Haverá ainda espaços para demonstrar o cultivo em diferentes regiões do Brasil e, uma área onde serão plantadas diversas variedades de cana.
"Vamos atrás da primeira semente, mostrar como tudo começou para podermos projetar qual será o futuro deste setor," destacou Nacked.
A reforma das instalações, que começaram em abril deste ano, terá um investimento total de R$ 43 milhões, valor proveniente de patrocinadores como empresas de setor sucroenergético, e por meio de lei de incentivos.
“É importante para a indústria que a sua memória seja preservada. Que os mais jovens visualizem, entendam todo o processo evolutivo que o setor passou. E nada melhor do que um Museu destinado exclusivamente para a cana-de-açúcar. É uma bela iniciativa,” afirmou o diretor Técnico da UNICA, Antonio de Padua Rodrigues.