atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Nas usinas, mecanização é de 94%, afirma representante das fábricas

07/05/2013 Cana-de-Açúcar POR: Folha de S. Paulo
O percentual de cana-de-açúcar colhido manualmente na região de Ribeirão Preto provoca espanto tanto em representantes das usinas quanto dos produtores.
Sérgio Prado, da Unica (União da Indústria da Cana de Açúcar), afirma que a safra própria das usinas associadas da região é colhida mecanicamente em 94% das lavouras. Segundo ele, o índice chega a quase 100% em alguns casos.
O presidente da Orplana (Organização dos Plantadores de Cana da Região Centro-Sul do Brasil), Manoel Ortolan, diz que não vê mais queimadas nas cidades no entorno de Ribeirão. "Sempre ouvi dizer que, aqui, a mecanização é mais adiantada."
Ele relata, porém, que os pequenos produtores têm problemas em adquirir maquinários porque os valores são muito altos. Além disso, as áreas podem não comportar colheitadeiras.
O percentual de cana-de-açúcar colhido manualmente na região de Ribeirão Preto provoca espanto tanto em representantes das usinas quanto dos produtores.
Sérgio Prado, da Unica (União da Indústria da Cana de Açúcar), afirma que a safra própria das usinas associadas da região é colhida mecanicamente em 94% das lavouras. Segundo ele, o índice chega a quase 100% em alguns casos.
O presidente da Orplana (Organização dos Plantadores de Cana da Região Centro-Sul do Brasil), Manoel Ortolan, diz que não vê mais queimadas nas cidades no entorno de Ribeirão. "Sempre ouvi dizer que, aqui, a mecanização é mais adiantada."
Ele relata, porém, que os pequenos produtores têm problemas em adquirir maquinários porque os valores são muito altos. Além disso, as áreas podem não comportar colheitadeiras.