atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Passos da WEG/TGM

21/08/2019 Agronegócio POR: Revista Canavieiros
Por: Marino Guerra
 
Os executivos da WEG/TGM concederam uma entrevista coletiva na unidade fabril do grupo em Sertãozinho a qual apresentaram as próximas movimentações dentro do segmento de energia.
 
A principal delas é a união das áreas de serviços e assistência técnica elétrica e mecânica num novo modelo de negócios cuja gestão será centralizada na TGM, em Sertãozinho.
 
Segundo executivos, essa mudança é mais um passo no processo de criação de sinergia entre as duas marcas iniciados na época da fusão, a qual a matriz, nessa área específica, adequou uma das principais virtudes da subsidiária, o atendimento rápido e eficiente.
 
Para se ter idéia da importância dos serviços para a marca TGM, ela respondeu por 52% de todo o faturamento do ano passado, ficando a venda de turbinas com 37% e as transmissões com 11%.
 
Quando questionado que essa configuração do gráfico pizza poderia sofrer alteração com a retomada da prosperidade da economia nacional, o diretor da TGM, Paulo Sinoti, disse que num primeiro momento pode haver até um crescimento de venda, mas que posteriormente, os números devem voltar a se equilibrar devido a demanda que virá acompanhada com o ganho da base instalada.
 
Sobre a entrada em novos nichos de mercado, o superintendente da WEG Energia, Eduardo de Nóbrega, informou que a empresa se prepara para introduzir no mercado uma solução disruptiva para a geração de energia a partir de resíduos urbanos em cidades com no mínimo 150 mil habitantes e também está trabalhando com atenção especial para atender as demandas das unidades produtoras de etanol à partir do milho, tanto numa configuração pura como a flex.