atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300
Perfil de irrigação

Perfil de irrigação

Relatório do governo mostra que cana reusa muito e usa pouca água

Por: Marino Guerra

Na semana passada a ANA (Agência Nacional de Águas) lançou o “Levantamento da Cana-de-Açúcar Irrigada e Fertirrigada no Brasil” com o objetivo de ter um retrato sobre o uso de água da cultura em todo território nacional.

Nele ficou evidente a informação de que os canaviais absorvem uma quantidade relativa de água de reuso (25,9% da área total), vindas do processo produtivo, sendo a vinhaça a mais famosa, e consome quantidades mínimas cuja as fontes são os mananciais (6,7%).

Perante essa informação conclui-se que 67,4% dos canaviais dependem exclusivamente das chuvas para se hidratar, mais um ponto extremamente positivo sob a ótica ambiental para o setor.

Ao olhar para o futuro a tendência é de que a área de fertirrigação aumente, contudo sem o ganho de volume, isso em decorrência da aplicação de vinhaça sobre a linha e não a lanço, como é feito hoje através do uso do hidro roll.

Outra prática que deverá ser ampliada é a utilização da irrigação de salvamento, principalmente através do ganho de áreas da técnica de plantio a qual é utilizada MPBs (Mudas Pré-Brotadas) em meiosi.