atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

PIB agropecuário do Brasil deverá crescer 0,5% em 2019

01/10/2019 Agronegócio POR: Revista Canavieiros
PIB agropecuário do Brasil deverá crescer 0,5% em 2019

O Brasil é conhecido no mundo todo como um grande produtor, desde grãos, carnes, café, milho, trigo, soja, açúcar e uma infinidade de produtos. Nesse sentido o agronegócio torna uma das mais importantes e principais atividades, além disso, é o maior responsável por mover grande parte de economia do Brasil.
Além de ser de suma importância para a economia brasileira, o agronegócio é um dos setores que mais gera empregos e está sempre abastecendo as mesas dos brasileiros. 
De acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica aplicada (Ipea), a estimativa é que, o PIB do agro brasileiro chegará a um crescimento de 0,5% nesse ano, já em 2020 a entidade estima 2%. Conforme a análise feita pela entidade é possível que o PIB retrocedeu 1,3% no segundo trimestre de 2019.

O aumento do custo aditado da lavoura poderá ser de 0,2%, no entanto 2020 conta com a previsão de 2,8%, trata-se de um fator muito importante que exerce grande influência na melhora da expectativa para o setor agro.

 De acordo com os dados, os segmentos responsáveis pela queda nos resultados são a produção de soja devido o record na safra de 2017 e 2018, que por sua vez, acabou gerando uma média muito alta de comparação, e o café por conta da bienalidade negativa, ou seja fenômeno natural que impacta na produtividade, ora alta em um ano e no outro baixa.

Portanto é importante ressaltar que o setor pecuário conta com um ótimo desempenho, o que favorece de forma positiva, resultando na previsão de um avanço de 2,3% para esse ano e 2,2 para o ano de 2020, por conta do avanço de 2,0% na produtividade bovina. A entidade aponta que se trata de um elemento que vem registrando excelentes resultados e o ano poderá encerrar com números mais relevantes para todos os produtos. 
Segundo a instituição o milho é a categoria que mais ajudará nos resultados da lavoura, apresentando 2,0%, já a soja -1,4p.p. e o café -8,8p.p., esses dois produtos são os que mais influenciam de forma negativa no setor agro.

 De acordo com a Conab, a estimativa de crescimento de safra para o arroz e a soja deve ser de 6,0% e 6,1%, o algodão deve ter uma queda de 6,0%, enquanto a cana de açúcar poderá ocupar posição de destaque em 2020 registrando um avanço de 4,1% em toda a sua produção.

Quanto à avaliação do setor externo, houve queda de 5% primeiros sete meses de 2019 na exportação dos mais importantes produtos brasileiros, já as importações registraram aumento de 3%. O principal motivo que levou a queda das exportações foi a soja, reação da baixa das vendas para a china. No caso das importações mais da metade dos principais produtos apresentaram um crescimento bastante relevante, no entanto o destaque ficou para o trigo. 

 
 

Fonte: Agrolink