atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Por onde o associado vai, ela está ao lado

05/05/2020 Noticias do Sistema POR: Marino Guerra
Por onde o associado vai, ela está ao lado Não existe colmeia feita por apenas uma abelha

Canaoeste mantém prestação de serviços em meio à quarentena

Considerando a vocação do país, sua importância econômica e desempenho comercial, não tem como negar o protagonismo do agro para o Brasil. Assim, acrescentando seu dinamismo e o fato de produzir o alimento e energia essenciais para a sociedade atravessar esse momento de crise, este segmento, ao lado da saúde, simplesmente não pode pensar em diminuir o ritmo de suas atividades.

Por isso, a Canaoeste, como uma prestadora de serviços fundamentais para um número considerado de produtores de cana, se mantém firme durante o período com todo o seu portfólio à disposição, lógico que com os cuidados necessários.

Seus treze escritórios estão abertos, inclusive se dedicando em fazer o Plano Integrado da Safra 20/21. Além disso, o time agronômico não deixou de acompanhar todos os detalhes do plantio de seus associados.

Com o início da colheita, a partir de 1° de abril, o Núcleo de Soluções Integradas (que engloba o laboratório e fiscais de sacarose) mantém firme o seu ofício, analisando a maturação da cana e também conferindo se está tudo certo nos laboratórios das unidades industriais que  recebem a produção dos associados.

Outro ponto que a associação está preparada para atuar é no trabalho de prevenção e combate aos incêndios nos canaviais que aumentam com a chegada do período de seca. Nesse sentido, o sistema de monitoramento via satélite está pronto para identificar os possíveis focos e o time ambiental, agronômico e jurídico, preparado para defender os produtores.

Equipe da Canaoeste se mantém no campo para atender às necessidades de seus associados

Além da prestação dos serviços essenciais para a produtividade da lavoura em meio à crise do coronavírus, um trabalho realizado nos bastidores por diversos membros e departamentos da entidade é de total relevância. Trata-se do entendimento e monitoramento junto às unidades industriais para detectar como elas estão atuando na safra e, principalmente, quais rumos pretendem tomar.

Isso porque todos sabem que o impacto no setor não será nada leve, e a associação atua no sentido de proteção dos interesses do fornecedor associado, estabelecido em contratos ou em qualquer renegociação em caso de extrema necessidade.

No mesmo campo de atuação, a Canaoeste também continua firme em seu trabalho político, e mesmo com muitas conversas a distância, trabalha para o estabelecimento de iniciativas que amenizem o desgaste de toda a cadeia e também na conclusão de importantes medidas como a MP do Agro, aprovada no mês de abril.

Há também os debates no campo jurídico, principalmente envolvendo questões ambientais, e as negociações comerciais. Dentre elas, a de maior destaque é a parte do fornecedor no recebimento dos CBios, remuneração do RenovaBio.

Todo esse arcabouço de esforços em meio a maior crise do século atual deixa evidente a importância do associativismo, pois somente ele sustenta uma estrutura com tantos pontos de apoio e atuação como a Canaoeste oferece hoje.

Vale ressaltar que em momentos de desespero é natural que todos procurem por um conhecido a sua volta ou chamem alguém em quem confia para ajudar o mais rápido possível. Agora, imagine a situação do comerciante, do autônomo, do empresário ou do agricultor que não têm uma associação para recorrer. Isto comprova, de forma inconteste, o quanto o associativismo é necessário.

Há desafios que são muito complicados para vencermos sozinhos!