atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Prestação de contas

09/04/2020 Noticias do Sistema POR: Fernanda Clariano

Associados aprovam o balanço do ano de 2019 apresentado durante Assembleia Geral Ordinária da Canaoeste

A Canaoeste (Associação dos Plantadores de Cana do Oeste do Estado de São Paulo) realizou no dia 14 de fevereiro, no auditório Fernandes dos Reis, em Sertãozinho-SP, a Assembleia Geral Ordinária. Na ocasião, foram convocados os associados a fim de discutirem e deliberarem sobre a votação do balanço, relatório da diretoria e parecer do conselho fiscal, referentes ao exercício de 2019, e eleição dos membros da diretoria e do conselho fiscal para o quadriênio 2020/2023. 

Após o relato das atividades da Canaoeste no decorrer do exercício de 2019, o assessor contábil, Marcos Molezin, procedeu a leitura resumida e simplificada dos Demonstrativos das Contas de Resultados, dos Demonstrativos das Contas do Ativo e Passivo, tudo relativo ao exercício social de 2019, enfatizando que os documentos escriturais contábeis e fiscais estavam, desde logo, à disposição na Contadoria da Associação para verificação por qualquer associado em pleno gozo de seus direitos estatutários.

Na sequência, o auditor Antonio Carlos Luize Júnior, da empresa ValorUp Auditores Independentes, procedeu a leitura do parecer dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras encerradas em 31/12/2019. De acordo com o parecer, as demonstrações financeiras apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da Associação dos Plantadores de Cana do Oeste do Estado de São Paulo em 31 de dezembro de 2019, o desempenho de suas operações e os seus fluxos de caixa para o exercício findo nessa data, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil aplicáveis para pequenas e médias empresas.

Em seguida, o conselheiro fiscal da Canaoeste, Roberto Costa Rossetti, realizou a leitura do parecer do Conselho Fiscal relativo ao exercício social findo de 2019, dizendo que, tendo examinado as contas e demais documentos, o Conselho Fiscal declarava, conforme seu parecer e lastreados no parecer da ValorUp Auditores Independentes, que a presente Demonstração de Resultado e o Balanço Patrimonial do exercício findo de 2019, refletem fielmente a escrituração das operações realizadas no período de 1º de janeiro de 2019 a 31 de dezembro de 2019, sendo o parecer para que os mesmos sejam aprovados pela Assembleia Geral. Não havendo nenhum questionamento sobre os números e dados apresentados, foi realizada a votação, que aprovou por aclamação e unanimidade, o Balanço, o Relatório da Diretoria e o Parecer do Conselho Fiscal, referentes ao exercício de 2019.

 

Relatório de atividades do exercício de 2019

O ano de 2019 refere-se ao 4º ano do mandato para o qual foi eleita a atual composição da diretoria da entidade, mandato este marcado pela continuidade das metas e ações estratégicas  com a proposta de investir numa gestão profissionalizada em todas as suas áreas, prezando pela eficiência dos serviços prestados pela Associação. “Oxigenar a Canaoeste trouxe novos desafios, perspectivas, objetivos e propostas realizadas com êxito. Os esforços que temos realizado, coletivamente, através da integração e sinergia que perpassam as áreas do nosso negócio, traduziram em sucesso e, mesmo com a safra de 2019 tão adversa, fechamos nosso exercício com organização ainda mais forte, eficiente e com serviços prestados que viraram referência no setor. Além dos resultados reais que a nossa estruturação nos trouxe, desde a racionalização dos recursos financeiros e a forma de se trabalhar, passamos a ser modelo de organização para outras associações parceiras que estão colocando em prática tudo o que inovamos”, disse o gestor corporativo da Canaoeste, Almir Torcato.

Em 2019, a Canaoeste participou do desenvolvimento da classe dos produtores de cana-de-açúcar, promovendo a sustentabilidade do negócio através da geração de empregos, renda e conservação do meio ambiente. E, para atingir seus objetivos, mesmo com tantos percalços, a Canaoeste contou com uma diretoria ativa, disponível e disposta para com a associação.

Torcato lembrou, durante a leitura do relatório de atividades, que o ano de 2019 foi marcado por alguns fatores: a irreparável perda do presidente Manoel Carlos de Azevedo Ortolan, em junho de 2019, deixou  uma enorme lacuna não só para a Canaoeste como para todo o setor sucroenergético e para o associativismo, e a queda de produtividade devido ao problema climático ocorrido durante a safra 2018/2019,  que trouxe reflexos negativos para a safra 2019/2020, contudo com uma leve melhoria de preço em relação ao mercado.

“Para a Canaoeste, o período de fazer mais com menos não foi diferente do cotidiano de cada um de vocês nas suas atividades para que conseguíssemos equilibrar as contas. Nosso controle continuou com a austeridade necessária refletindo em uma redução na ordem de 7% nas despesas, garantindo assim mais um ano superavitário, sem necessidade de recorrermos às reservas orçamentárias destinadas a anos desfavoráveis”, destacou Torcato.

Além de todos os serviços de excelência prestados no ano de 2019, um deles desafiou toda a equipe da Canaoeste - o Plano Integrado. Plano este que mostra a sinergia colaborativa de todas as áreas da organização - jurídico, topografia, geotecnologia, agronomia, administrativo e tecnologia da informação - na elaboração de um trabalho que contempla todas as necessidades e obrigações legais do produtor de cana-de-açúcar em um único processo burocrático, que antigamente era chamado de plano de queima.

Outro programa importante destacado no relatório é que os “mais jovens” foram o ponto focal na estruturação com o objetivo de preparar a organização para o futuro. Para isso, foram realizados encontros mensais e workshop com pessoas da nova geração com o intuito de aproximá-las da organização.

“Estas são em síntese as atividades mais destacadas que tivemos relevância no ano de 2019. Esperamos que os nossos associados continuem nos prestigiando e participando mais ativamente da entidade com espírito de união, organização do agronegócio para melhor atender aos objetivos da associação e para o bem comum da classe. Com a compreensão e apoio dos associados, que sempre temos recebido, e a colaboração da nossa equipe de trabalho, temos a certeza que poderemos manter e ampliar a estrutura dos serviços prestados por essa associação, na busca de sempre melhorar as metas e as ações da classe que temos a honra de representar”, afirmou o presidente da Canaoeste, Fernando dos Reis Filho.

O parecer do Conselho Fiscal foi lido pelo conselheiro Roberto Rosseti. Segundo o documento, a demonstração de resultado e o balanço patrimonial do exercício findo de 2019 refletiram fielmente a escrituração das operações realizadas durante o ano. Não havendo nenhum questionamento por parte dos associados presentes a respeito dos números e dados apresentados, foi realizada a votação, que aprovou o Relatório de Atividades da Canaoeste 2019.

Serviços prestados pela entidade por áreas

Em 2.019 foram registradas 10.785 ordens de serviços. Em assessoria ambiental foram 1.035 atendimentos, enquanto que no departamento técnico jurídico, entre consultas, pareceres técnicos, laudos e outros, foram registrados 3.586 serviços. Na área de geotecnologia foram 1.813. Somando os serviços de cada área, há um total de 20.087, que dividido pelo número de associados representa uma média de 9 atendimentos por associado.

Eleição dos membros da diretoria e do conselho fiscal para o quadriênio 2.020/2.023

Diretoria executiva:

Presidente - Fernando dos Reis Filho 
Vice-presidente: Francisco César Urenha
1º secretário: Otávio de Freitas Tavares
2º secretário: Marcelo de Felício
1º tesoureiro: João Nilson Magro
2º tesoureiro: Augusto César Strini Paixão
Diretor adjunto: Daniel Annibal

Conselho Fiscal:

Paulo José Bis Meloni
Silvio Lovato
Gustavo Ribeiro Rocha Chavaglia

Suplente:

Luiz Carlos Martins Júnior
Aline Carolina Geroldo 
André Magro Franco