atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Produção de cana-de-açúcar cresce 820% nos últimos quatro anos no Tocantins

11/04/2014 Cana-de-Açúcar POR: Agrolink com informações de assessoria
A produção de cana-de-açúcar no Tocantins chegou a 2,2 milhões de toneladas na safra 13/14. Os dados são da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e mostram o crescimento do setor, que ultrapassou os 820%, nos últimos quatro anos. Na safra 10/11, a produção foi de 239 mil toneladas, pulando posteriormente para 1,3 milhão na safra 11/12. Já o comparativo de crescimento da safra 12/13, que foi de 1,8 milhão de toneladas, para 13/14 registrou um acréscimo variável de 22%.
O crescimento da área plantada também cresceu significativamente, saltando de 2,8 mil hectares na safra de 2010/11 para 26,6 mil hectares de cana plantada, um crescimento de 850%. A expectativa do Governo do Tocantins, por meio da Secretaria da Agricultura e Pecuária (Seagro), é que o Tocantins atinja 36 mil hectares de cana-de-açúcar até 2015, já que o Estado tem mostrado aptidão climática e de solo e os produtores demonstrado interesse na cultura. 
De acordo com a Conab, a previsão de melhores condições climáticas neste ano para a safra em relação ao passado, além do maior investimento em manutenção dos canaviais e aumento de área de renovação proporcionou esse crescimento no volume de cana-de-açúcar colhida. O plantio ocorre sempre nos primeiros meses do ano e a colheita de um ano a um ano e meio depois.
Outro destaque do levantamento é sobre a produtividade tocantinense. Enquanto a média nacional é de 74,9 toneladas por hectare, o Tocantins tem a média de 83,6 toneladas por hectare. “Isso demonstra que o Estado é altamente promissor com regiões aptas para o cultivo da cana-de-açúcar”, explica o secretário executivo da Agricultura e Pecuária, Ruiter Padua. 
De acordo com o produtor de cana-de-açúcar da região de Pedro Afonso, Ricardo Khouri, a sua produção se manteve nas últimas duas safras. “Minha última colheita foi de 22 mil toneladas no mês de novembro do ano passado numa área de 200 hectares. A rentabilidade é positiva, mas continua estável, pois o etanol está em baixa, segurando o preço da gasolina”, disse. 
A produção de cana-de-açúcar do Tocantins é destinada à indústria sucroalcooleira. Nesta safra, a Região Norte do País produzirá 232.989,0 mil litros de etanol, sendo o Tocantins responsável por aproximadamente 74% desta produção, com 173.232,8 mil litros produzidos.
A produção de cana-de-açúcar no Tocantins chegou a 2,2 milhões de toneladas na safra 13/14. Os dados são da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e mostram o crescimento do setor, que ultrapassou os 820%, nos últimos quatro anos. Na safra 10/11, a produção foi de 239 mil toneladas, pulando posteriormente para 1,3 milhão na safra 11/12. Já o comparativo de crescimento da safra 12/13, que foi de 1,8 milhão de toneladas, para 13/14 registrou um acréscimo variável de 22%.
O crescimento da área plantada também cresceu significativamente, saltando de 2,8 mil hectares na safra de 2010/11 para 26,6 mil hectares de cana plantada, um crescimento de 850%. A expectativa do Governo do Tocantins, por meio da Secretaria da Agricultura e Pecuária (Seagro), é que o Tocantins atinja 36 mil hectares de cana-de-açúcar até 2015, já que o Estado tem mostrado aptidão climática e de solo e os produtores demonstrado interesse na cultura. 
De acordo com a Conab, a previsão de melhores condições climáticas neste ano para a safra em relação ao passado, além do maior investimento em manutenção dos canaviais e aumento de área de renovação proporcionou esse crescimento no volume de cana-de-açúcar colhida. O plantio ocorre sempre nos primeiros meses do ano e a colheita de um ano a um ano e meio depois.
Outro destaque do levantamento é sobre a produtividade tocantinense. Enquanto a média nacional é de 74,9 toneladas por hectare, o Tocantins tem a média de 83,6 toneladas por hectare. “Isso demonstra que o Estado é altamente promissor com regiões aptas para o cultivo da cana-de-açúcar”, explica o secretário executivo da Agricultura e Pecuária, Ruiter Padua. 
De acordo com o produtor de cana-de-açúcar da região de Pedro Afonso, Ricardo Khouri, a sua produção se manteve nas últimas duas safras. “Minha última colheita foi de 22 mil toneladas no mês de novembro do ano passado numa área de 200 hectares. A rentabilidade é positiva, mas continua estável, pois o etanol está em baixa, segurando o preço da gasolina”, disse. 
A produção de cana-de-açúcar do Tocantins é destinada à indústria sucroalcooleira. Nesta safra, a Região Norte do País produzirá 232.989,0 mil litros de etanol, sendo o Tocantins responsável por aproximadamente 74% desta produção, com 173.232,8 mil litros produzidos.