atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Produtor e indústria discutem em Goiás a cadeia produtiva da cana

14/08/2012 Cana-de-Açúcar POR: Agrolink
Goiás é um dos principais produtores de cana-de-açúcar do Brasil. O Estado possui a segunda maior área do país, e é classificado como o terceiro maior produtor de cana e segundo de etanol. Para discutir a cadeia produtiva da cana, o papel de Goiás no cenário brasileiro, entre outros temas, o Sistema Faeg/Senar, em parceria com o Sindicato das Indústrias Fabricantes de Etanol e Açúcar doEstado de Goiás (Sifaeg/Sifaçúcar), realiza nos dias 15 e 16 de agosto, na sededa Faeg, o 1º Congresso do Setor Sucroenergético do Brasil Central – Canacentro 2012.
 
O foco central do evento será a discussão da sustentabilidade no setor, abrangendo toda cadeia produtiva desde o fornecedor até a indústria, sem deixar de lado aponta final da cadeia que é o consumidor. A sustentabilidade é hoje um assunto de suma importância já que os investimentos diminuíram consideravelmente, a competitividade não está favorável a nenhum dos elos e os custos de produção estão muito altos,exatamente nesse momento em que o país precisa de uma maior produção de combustíveis para atender a demanda crescente.
 
A culturada cana, devido à relevância que vem ocupando na produção de etanol, constitui hoje uma importante opção de diversificação da produçãonas principais regiões produtoras do Brasil. O Estado produz mais de 3 bilhões de litros do combustível. Isso é mais de 53% da produção da região Centro-Oeste.
 
O Governador de Goiás, Marconi Perillo, será responsável pela a abertura doevento, que será nesta quarta-feira (15), às 19h, na sede da Faeg. Marconi vaitratar do papel de Goiás na cadeia sucroenergética brasileira. Na quinta-feira(16), o dia será voltado para palestras técnicas. Na ocasião serão apresentados três painéis com os temas, Cenário MacroEconômico do Setor Sucroenergético, Desenvolvimento e Mercado da Cana-de-Açúcar e Institucionalidade, que tratada relação entre produtor-fornecedor e indústria.